A estação base 5G mais alta do mundo opera na China

Pequim, (Prensa Latina) A China colocou em operação a estação base mais alta do mundo, que suporta a rede 5G e construída a 6500 metros de altura no Monte Qomolangma, conhecido internacionalmente como Everest, informaram hoje jornais.
A unidade foi instalada em um dos acampamentos nas montanhas e opera ao lado de outras duas localizadas anteriormente em 5.300 e 5.800 metros, informou a agência Xinhua.

É alimentado por energia fornecida por painéis solares e seu objetivo é fornecer cobertura total do sinal Qomolangma 5G na cordilheira norte e também no cume.

A China lançou em outubro passado a comercialização da rede sem fio e prometeu maximizar o potencial de suas empresas de telecomunicações para construir um sistema eficiente em todo o país suportado por essa tecnologia, aquele com a maior velocidade de conexão.

Seu uso maciço é esperado este ano em comunicação pessoal e videogames, bem como sua crescente aplicação em veículos autônomos.

A Coréia do Sul se tornou o primeiro país do mundo a oferecer o serviço 5G comercial em abril de 2019, que permite conexão quase instantânea em telefones celulares, ou seja, 20 vezes mais rápido que na geração anterior e, portanto, nos usuários Eles podem baixar filmes em menos de um segundo.

Avaliações globais prevêem que até 2035 ele gerará US $ 3,5 bilhões em desempenho e 22 milhões de empregos em todo o mundo.

Na China, espera-se que o uso comercial de 5G acelere o crescimento econômico sustentável e, no período 2020-2025, gere receitas de valor agregado extremamente altas.

Mas a rede sem fio está atualmente sujeita a uma forte campanha dos Estados Unidos contra a China e empresas como Huawei e ZTE, já que o mercado se tornou mais competitivo para empresas com aspirações de ganhar contratos nessa área.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui