Pesquisador diz que ‘envenenamento’ de Navalny é usado para deteriorar relações russo-europeias

RÚSSIA

O governo alemão declarou nesta quarta-feira (2) que exames de Aleksei Navalny, que está hospitalizado desde 20 de agosto, revelaram a presença de veneno do grupo Novichok. Especialistas russos apontam uso político do caso para exercer pressão sobre Moscou.

declaração de Berlim sobre o suposto envenamento de Aleksei Navalny pode fazer com que Alemanha revise sua posição em relação ao Nord Stream 2. Quem afirma é o pesquisador-chefe do Centro de Estudos Alemães da Academia de Ciências da Rússia, Aleksadr Kamkin, à Sputnik.

De acordo com ele, a declaração da Alemanha sobre o “envenenamento” de Aleksei Navalny é uma diligência encomendada com o objetivo de exercer pressão sobre as autoridades russas.

“Esta história está sendo usada por forças interessadas na deterioração das relações russo-europeias. A própria forma que a questão foi colocada – o conhecido ‘Novichok’, cuja evidência não foi comprovada – sugere que se trata de uma diligência encomendada. Talvez o Ministério das Relações Exteriores alemão seja apenas um executor”, disse Kamkin.

Segundo o especialista, não está claro o que aconteceu com Navalny, pois a popularidade dele na Rússia está caindo e, portanto, ele não representa nenhuma ameaça o atual governo.

“É difícil dizer se esse envenenamento foi encenado por alguém de sua equipe ou se existem serviços especiais estrangeiros por trás dele para agravar a situação. Mas podemos dizer com confiança que a própria reação da classe política alemã nesta situação visa aumentar a escandalização desta história e busca usá-la para realizar mais uma usual pressão diplomática sobre a liderança russa, novamente sem evidências concretas, com acusações infundadas”, argumenta Kamkin.

Ambulâncias à entrada da clínica Charité em Berlim, aonde foi transportado Aleksei Navalny
© SPUTNIK /
Ambulâncias à entrada da clínica Charité em Berlim, aonde foi transportado Aleksei Navalny

O especialista não descartou a possibilidade deste caso gerar sanções contra a Rússia, acarretando em uma atmosfera geral de tensão entre a Alemanha e a Rússia.

“Talvez algumas forças políticas possam exigir uma revisão da posição de Berlim sobre o Nord Stream 2 ou aumentar a pressão sobre a Rússia no âmbito da suposta violação das liberdades civis. Esses casos são usados ​​para pressão, para desestabilizar o diálogo, para atrapalhar projetos de infraestrutura”, completou o pesquisador do Centro de Estudos Alemães.

Anteriormente, o pesquisador russo Leonid Rink, que esteve diretamente envolvido no desenvolvimento do Novichok, disse à Sputnik que os sintomas de Navalny não são semelhantes ao que caracteriza o envenenamento com esta substância. Ele destacou também que a Rússia não recebeu amostras que possam confirmar o suposto envenenamento.

Internação de Aleksei Navalny

O opositor e blogueiro russo Aleksei Navalny foi hospitalizado na cidade russa de Omsk em 20 de agosto após passar mal durante um voo doméstico que o levava a Moscou. Com base nos resultados dos exames, os médicos de Omsk afirmaram que o diagnóstico mais evidente estava relacionado com distúrbios metabólicos, que causaram queda acentuada do açúcar no sangue, e afirmaram não ter encontrado nenhum veneno no sangue e na urina de Navalny.

Após dois dias de internação, Aleksei Navalny foi transportado de avião para uma clínica em Berlim, onde os médicos determinaram preliminarmente que o diagnóstico era envenenamento por uma substância do grupo de inibidores da colinesterase.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia, por sua vez, defende uma investigação completa do incidente, considerando suspeita a pressa com que os Estados Unidos e a União Europeia acataram à versão sobre o envenenamento de Navalny.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui