Angical: Unidade de beneficiamento da mandioca vai gerar renda para agricultores familiares

Foto: Divulgação

Os agricultores e agricultoras familiares da Associação de Moradores de Eixo da Missão, do município de Angical, no Território de Identidade Bacia do Rio Grande, estão animados com a chegada da unidade agroindustrial de processamento de derivados da mandioca. A unidade foi inaugurada pelo Governo do Estado, nesta sexta-feira (11), e vai gerar renda para a comunidade.

Com capacidade instalada para o processamento de 50 quilos de mandioca por dia, a agroindústria foi implantada por meio do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), e levou perspectivas para a comunidade, que antes produzia a farinha de forma manual e apenas para consumo próprio. Agora, a farinha produzida pela Associação de Moradores de Eixo da Missão será comercializada.

O presidente da associação, Dosimar Almeida de Souza, conta que os agricultores da associação plantavam em média de 6 a 8 hectares de mandioca, mas que, com a inauguração da agroindústria, a expectativa é de plantar até 50 hectares e iniciar a comercialização da farinha: “O apoio do Governo do Estado é fundamental para melhorar a qualidade de vida das famílias de produtores, para fixar o homem no campo e os jovens que estavam sem expectativa de emprego e renda e, agora vão ter uma expectativa ao lado de sua família. Vamos ter onde processar a mandioca, valorizar e agregar valor ao produto. Já começamos a preparar a terra para plantar mais e agora vamos aumentar nossa produção e ganhar dinheiro com ela”.

Foram investidos R$422,9 mil na unidade, que conta com equipamentos e instalações apropriadas, como sanitários, depósito e infraestrutura para destinação final da manipueira. Dez barracas de feira livre desmontáveis foram adquiridas para incentivar o processo de comercialização direta dos produtos, com maior qualidade, reduzindo perda dos alimentos e proporcionando maior higiene e também a padronização dos estabelecimentos.

São 27 agricultores beneficiados diretamente, que também são atendidos com serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater) e a assessoria de um Agente Comunitário Rural (ACR), por meio  de atividades individuais e coletivas orientadas e supervisionadas pelos profissionais de ATER. As atividades são orientadas para o processo de produção, agregação de valor e acesso a mercados.

Para o coordenador do Bahia Produtiva essa é mais uma conquista do projeto: “É mais uma ação do projeto para apoiar os agricultores familiares dessa localidade. A unidade permitirá que os produtores de mandioca beneficiem seus produtos de forma adequada e possam comercializar. Mais uma ação para melhorar a vida e levar renda para os agricultores”.

O projeto Bahia Produtiva é executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), cofinanciado pelo Banco Mundial.

Ascom SDR/CAR 

8 COMENTÁRIOS

  1. You actually make it seem so easy with your presentation but I find this
    matter to be actually something that I think I would never
    understand. It seems too complicated and extremely
    broad for me. I’m looking forward for your next post, I will
    try to get the hang of it!

  2. First off I would like to say terrific blog! I had a quick question in which I’d like to
    ask if you do not mind. I was curious to know how you center yourself
    and clear your mind before writing. I have had trouble clearing my thoughts in getting
    my thoughts out. I truly do take pleasure in writing
    however it just seems like the first 10 to 15 minutes tend to be lost just trying to figure out
    how to begin. Any ideas or tips? Kudos!

    Here is my web site :: Noella

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui