Após acusação de Bolsonaro, Maia pauta MP do auxílio emergencial e chama Bolsonaro de “mentiroso”

Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro (Foto: Reuters | Carolina Antunes/PR)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) chamou Jair Bolsonaro de “mentiroso”, após ser acusado de não votar a 13º parcela do Bolsa Família. O parlamentar pautou para esta sexta-feira (18) a medida provisória que prorrogou o Auxílio Emergencial até dezembro, incluindo nela o pagamento do 13º do Bolsa Família em 2020.

“Já que o governo quer o 13º do Bolsa Família, vão poder defender a medida na MP do auxílio”, disse o presidente da Câmara, de acordo com relatos publicados pelo blog de Andreia Sadi.

O governo trabalha para reverter o cenário e convencer Maia a tirar o item da pauta. “O 13º do salário do Bolsa Família. Não teve esse ano porque o presidente da Câmara deixou caducar. Cobra do presidente da Câmara”, disse Bolsonaro.

A declaração de Maia reflete novamente as dificuldades do governo em manter uma base coesa no Congresso. Com diversos crimes de responsabilidade por parte de Bolsonaro, o presidente da Câmara já recebeu vários processos de impeachment, mas ainda estão engavetados.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui