Após quase 3 meses, Brasil volta a registrar mais de 900 mortes por COVID-19 em 24 horas

© Folhapress / Lalo de Almeida/ Folhapress

Em novo balanço divulgado por consórcio de veículos de imprensa nesta terça-feira (15), o Brasil registrou 915 mortes pela COVID-19 nas últimas 24 horas, o valor representa o número mais alto desde 16 de setembro, quando foram registradas 967 mortes em 24 horas. O total de óbitos é de 182.854.

Com os novos dados, citados pelo G1, o país chega a uma média móvel dos últimos sete dias de 667 mortes, registrando o valor mais alto desde 2 de outubro, quando a média foi de 675. A variação foi de um crescimento de 25% em comparação à média de 14 dias atrás.

O estado de São Paulo, que apresenta os maiores números absolutos do país, superou a marca de 15 mil óbitos e chegou a 450.268 casos confirmados do novo coronavírus.

​A prefeitura do Rio de Janeiro informou nesta terça-feira (15) que o Réveillon oficial da cidade está cancelado por conta do atual cenário da pandemia da COVID-19.

O governo brasileiro informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a imunização contra a COVID-19 começará cinco dias após a Anvisa dar aval ao uso de uma vacina no país.

 

Fonte: Sputnik Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui