Após vistoria, governo do estado anuncia que vai usar 160 leitos do Hospital Espanhol

O governador Rui Costa anunciou,nesta quarta-feira (18) que  o Estado poderá utilizar 160 leitos do Hospital Espanhol, em Salvador. De acordo com o governador que vistoriou as dependências do hospital esta manhã, alguns reparos precisam ser feitos na estrutura, mas o início da operação deverá ser imediato. Contudo, não determinou uma data.

“Nós concluímos agora com os advogados, a PGE, técnicos, a vistoria das áreas onde devemos utilizar e ao verificar constatamos que tem áreas que precisam de intervenção de reparos e esses reparos e medidas serão feitas de imediato. Aqui tem e vamos utilizar 80 leitos de UTI, mais o equivalente de leitos de apartamentos para depois que as pessoas tiverem alta da UTI. Em números redondos vamos utilizar 160 leitos, incluindo leitos de UTI, as salas de cirurgia, emergência, refeitório, para atender eventuais pacientes que precisem desse atendimento. Além da nossa rede, o primeiro que utilizaremos é o [ Hospital] Couto Maia e em ato contínuo o Espanhol”.

A partir de hoje, conforme o chefe do Executivo baiano, serão realizadas dedetização inteira do prédio, higienização e o início dos reparos, consertos do telhado, infiltrações.

Ainda de acordo com o governador, uma equipe médica será contratada especificamente para atuar na unidade. “Começamos a partir de agora, de imediato. Vamos fazer filmagem de todas as áreas e distribuir cópias do estado físico do hospital e equipamentos. Já temos equipes técnicas contratadas. Isto será feito para termos um relatório e sabermos as condições que o Estado recebeu porque com certeza vamos entregar num estado muito melhor. Já que está no poder da Justiça para que isso fique registrado para comprovação posterior”, completou Rui.

O Hospital Espanhol, localizado na Barra, pertence  à Real Sociedade Espanhola Beneficente e está com uma dívida acumulada de mais de R$ 480 milhões. O governo do estado fez um pedido de desapropriação no ano passado e ofereceu o valor de R$ 82 milhões, mas o montante ativo imNobiliário do hospital foi avaliado pela Justiça em R$ 195 milhões.

Nesta terça-feira (17), a Justiça acatou pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e autorizou o uso do Hospital Espanhol pelo governo baiano no trabalho de combate e tratamento da epidemia do Covid-19.

NB – Foto: Divulgação

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui