Arthur Chioro: sem planejamento, Brasil só deve vacinar todo mundo no final de 2022

"Nós precisamos de vacina para todos os brasileiros e brasileiras, precisamos nos planejar pra garantir vacina pra todos", ressaltou Chioro - Valter Campanato / Agência Brasil

Com a falta de planejamento do governo Bolsonaro, o Brasil só deve conseguir atingir o número de vacinação suficiente para conter a pandemia de coronavírus ao final de 2022.  A análise é do ex-ministro da Saúde Arthur Chioro.

“Nós perdemos a liderança regional na campanha da imunização. Quando a gente se isola a gente tá indo pro final da fila. Nós só conseguiremos uma cobertura vacinal adequada para chegara ao controle da covid no final do ano que vem”, afirmou em live do Brasil de Fato na tarde desta quinta-feira (21).

Médico sanitarista e pesquisador da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Chioro explica que o impacto mais importante da vacina é a proteção coletiva, a partir do momento em que o país atinge um percentual necessário de vacinação.

“Nós precisamos de vacina para todos os brasileiros e brasileiras, precisamos nos planejar pra garantir vacina pra todos”, ressaltou Chioro.

O ex-ministro considera que a responsabilidade em relação ao patamar de mais de 200 mil mortes causadas pela pandemia deve ser cobrada do atual governo.

“Já passou de hora não apenas de um impeachment, mas de apuração das responsabilidades, porque eu considero que as medidas adotadas pelo governo são um atentado à vida”.

 

Fonte: Brasil de Fato

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui