Itapicuru: Assembleia Legislativa aprova audiência pública sobre conflito fundiário; grilagem afeta 132 famílias

Foto arquivo / Divulgação Daniel Ferreira

O conflito fundiário envolvendo a grilagem de terras em Itapicuru, no nordeste do estado, será discutido em audiência pública proposta pelo deputado Robinson Almeida (PT), no município baiano, no dia 20 de agosto, às 14 horas, no Colégio Municipal João Carlos Tourinho Dantas. A data foi aprovada pela Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa, atendendo solicitação feita pelo deputado, que levou ao conhecimento do colegiado o problema que afeta agricultores familiares. O conflito prejudica 132 famílias, que residem no local desde 1970. No último dia 21 de julho, o parlamentar esteve em audiência com a delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Campos, quando tratou do assunto na companhia da associação dos trabalhadores rurais da Colônia Largadense. Robinson também levou o tema ao conhecimento do Comando da Polícia Militar, da Região Leste, quando teve audiência com o coronel Milton Paixão, no início de junho.

Segundo Almeida, os agricultores estão na terra há mais de 50 anos, hoje revindicada por uma empresa do Estado de Sergipe. Itapicuru é considerado um dos municípios mais antigos da Bahia e, segundo o IBGE, com um dos piores indicadores de desenvolvimento humano.

“É necessário que o parlamento baiano, considerando os riscos envolvidos e todo esse contexto, intermedie as discussões, conduza o processo de fiscalização e de controle e garanta a preservação dos direitos humanos e à terra dos agricultores”, afirmou o deputado Robinson Almeida, que foi endossado pela deputada Fátima Nunes.

SERVIÇO

O QUÊ:

Audiência pública sobre grilagem e conflito fundiário em Itapicuru.

QUANDO:

Dia 20 de agosto, sexta-feira, às 14 horas.

ONDE:

Colégio Municipal João Carlos Tourinho Dantas, em Itapicuru.