Branquitude de Yemanjá é questionada em livro-dissertação de pesquisadora baiana

Foto: Divulgação

Mestra em Relações étnico-raciais, a pedagoga do Instituto Federal da Bahia (Ifba) Celiana Maria dos Santos lança virtualmente, no próximo sábado (12), às 18h, o livro A Rainha do Mar – Quem é Yemanjá no imaginário dos pescadores do Rio Vermelho.

“A obra é uma ode à cultura negra, na qual eu resgato o aporte da civilização africana no Brasil, a partir da pesquisa sobre um ícone reconhecido em todo o território nacional, cuja negritude de sua origem continua relegada a segundo plano, no país”, antecipa a pesquisadora.

Organizada pela Sagga Editora, inicialmente com 120 exemplares impressos, a publicação da educadora baiana é resultado da pesquisa desenvolvida para a dissertação de mestrado pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca do Rio de Janeiro (Cefet/RJ).

Professora aposentada da rede estadual, poetisa e terapeuta holística, a autora discorre acerca da dicotomia que envolve os sentidos de identidade cultural, principalmente ao questionar a influência europeia sobre um mito africano, Yemanjá, que no Brasil é representado por uma mulher branca.

“A representação de uma Yemanjá branca e em forma de sereia destoa diametralmente da imagem extraída por Pierre Verger nos antigos templos iorubas. Ou seja: o predomínio da cultura europeia segue fazendo escola, inclusive, sobre as religiões de matriz africana”, observa a pesquisadora.

Para investigar seu objeto de pesquisa, a autora ouviu pescadores de colônias na capital baiana, sobretudo no Rio Vermelho e Itapuã, além de ter bebido de fontes, a exemplo de Muniz Sodré, Stuart Hall, Homi Bhabha, Néstor Canclíni, Fanon, Geertz, Louro, Fanon, dentre outros.

Por causa da pandemia da Covid-19, o lançamento será transmitido simultaneamente pelo YouTube da Casa de Mima (https://bit.ly/39TmfTX) e também pelo Zoom, por meio do link https://us02web.zoom.us/j/85184662573.

O livro já está a venda nos sites da Amazon (https://amzn.to/2K6D7fc) e Estante Virtual (https://bit.ly/2Kcd4Tz), por R$ 49,90. Caso o leitor de Salvador queira comprar diretamente das mãos da autora, com desconto, o valor fica R$ 45.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui