Carlos Navarro lança ‘Boquira’ dia 19 em Salvador

Postado em 14/12/2018 18:04 - Atualizado em: 14/12/2018 18:04
Share Button

Boquira conta a história de um povoado, no sertão da chapada diamantina, que foi desapropriado pelo governo baiano e entregue a mineradora francesa Penarroya. É a história de um povo que foi ludibriado, esbulhado e explorado durante 20 anos. Depois de controlar a população a ferro e fogo, dominar não apenas a pequena cidade, mas toda a região, a empresa foi embora deixando uma herança de violência, mortes e de poluição. Até hoje Boquira não tem água potável pois todos os mananciais locais foram contaminados pela mina de chumbo.

O problema de Boquira não é, porém, o único causado pela Penarroya na Bahia. Ela causou um problema ambiental ainda mais grave em Santo Amaro da Purificação, onde beneficiava o minério bruto extraído na chapada diamantina. Até hoje Santo Amaro amarga uma das maiores poluições por metal pesado do mundo, superior mesmo à da Baía de Minamata, no Japão, contaminada por resíduos de mercúrio com trágicas consequências. Santo Amaro suplantou isso, são milhares e milhares de toneladas de rejeitos sólidos ali despejados, que causaram doenças e mortes. poluiu o Rio Subaé e a Baía de Todos os Santos no estuário do rio. Pesquisas da Universidade Federal da Bahia mostram que mais de mil pessoas morreram em decorrência da contaminação e outras centenas adoeceram.

 O livro será lançado no dia 19 (quarta-feira), a partir das 17 horas, na Casa do Comércio – Av. Tancredo Neves 1109. O livro tem 130 páginas e custa R$ 39.

Share Button