Com 2.724 óbitos, Brasil bate recorde com média móvel de 71.904 casos de COVID-19

© AP Photo / Silvia Izquierdo

País também bateu outra triste marca: pelo segundo dia consecutivo, a média móvel de mortes por COVID-19 ficou acima de dois mil.

Os dados do consórcio da imprensa, divulgados pelo portal UOL, apontam que, na última semana, 2.096 pessoas morreram em média diariamente no país por causa do coronavírus.

O cálculo está 47% maior do que o registrado duas semanas atrás. É o 20º dia consecutivo que a média móvel de mortes bate recorde.

Nesta quinta-feira (18), o Ministério da Saúde disse que o Brasil teve 2.724 mortes pela COVID-19. Para o consórcio, o país contabilizou 2.659 óbitos, elevando para 287.795 o total de vidas perdidas.

A média móvel registrada foi de 71.904 diagnósticos positivos para coronavírus, 22% maior do que o cálculo de 14 dias atrás. Este foi o recorde desde o início da pandemia.

Vale lembrar que ainda nesta quinta-feira (15), a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) enviou um ofício ao presidente Jair Bolsonaro e ao Ministério da Saúde pedindo “providências imediatas” do governo federal para suprir as faltas de oxigênio e medicamentos.

O Brasil enfrenta uma crise na sedação de pacientes com a COVID-19 que precisam ser intubados.

Em Brasília, paciente com COVID-19 chega de ambulância a um hospital público de referência, em 17 de março de 2021
© FOLHAPRESS / AGIF / MATEUS BONOMI Em Brasília, paciente com COVID-19 chega de ambulância a um hospital público de referência, em 17 de março de 2021
Fonte: Sputnik Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui