Com a participação de 1.400 estudantes, Festival Temático de Trânsito vai ser lançado nesta segunda, 13

Postado em 11/08/2018 12:29 - Atualizado em: 11/08/2018 12:29
Share Button

Lineia Fernandes

Com o slogan “Transformando atitudes para salvar vidas”, o Festival Estudantil Temático de Trânsito, Fetran, está chegando a Feira de Santana. O evento tem o objetivo de estimular a boa convivência no trânsito a partir da discussão de temas relacionados ao trânsito através de atividades pedagógicas. O foco é a conscientização dos jovens e adolescentes que no futuro breve viram multiplicadores.

O lançamento do Fetran acontece esta segunda-feira, 13, no teatro do Centro Universitário de Cultura e Arte, Cuca, às 8h30min. A realização do festival é da Polícia Rodoviária Federal, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação.

Diversas autoridades vão estar presentes ao evento, dentre as quais, o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins, a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, e outros gestores das pastas ligadas ao trânsito.

Da PRF, estarão os inspetores Althemar Ramos Brandão, chefe da delegacia da PRF em Feira, e Laércio Miranda Braga, chefe do Núcleo Regional de Prevenção de Acidentes – NRPA-BA.

FESTIVAL TERÁ TRÊS ETAPAS

Em 2017, o Festival contou com a participação de mais de 90 mil crianças no Brasil inteiro. A estimativa para este ano é de 120 mil alunos; somente em Feira, aproximadamente 1.400 estudantes das escolas municipais vão estar envolvidos nas atividades.

Criado em 2004, o Fetran é um projeto de educação que promove atividades pedagógicas e inclui transversalmente a temática do trânsito no cotidiano escolar. Os trabalhos serão apresentados na Feira Temática de Trânsito e no Festival, com o objetivo de integrar a PRF, a escola e a sociedade.

O Festival é dividido em três etapas: lançamento, desenvolvimento e encerramento. Após a cerimônia de lançamento, os professores da Rede Municipal de Educação participarão de uma formação na qual serão instruídos sobre os quatro eixos do Fetran: sensibilização, leitura de imagens, urbanidade e estatística e meios de transporte.

Durante o festival, estudantes e professores produzem trabalhos nas modalidades de teatro, dança, poesia, música, texto, mural e maquete, entre outros, a fim de valorizar a diversidade escolar e cultural.

Os meses seguintes serão dedicados ao repasse desses conceitos aos alunos, trabalhados diretamente pelos professores em sala de aula e produção dos trabalhos. Em novembro, as escolas participantes promoverão a Feira do Trânsito, quando os estudantes vão expor os produtos desenvolvidos neste período. O encerramento do projeto também se dá em novembro com a exposição de todos os trabalhos.

Share Button