Consolidou paz na Venezuela: presidente da Assembleia Constituinte faz balanço final do órgão

© REUTERS / Stringer

Em meio às tentativas de invasões externas, a Assembleia Nacional Constituinte (ANC) conseguiu consolidar a paz na Venezuela, disse nesta terça-feira (15) o presidente do organismo, Diosdado Cabello.

A afirmação foi feita durante a apresentação do balanço de três anos de funcionamento do órgão, que deixará de existir em 30 de dezembro.

“Em 30 de julho [de 2017], o povo da Venezuela enviou muitas mensagens: o primeiro que disse foi, queremos paz, e se fez a paz com a Constituinte”, afirmou Cabello. “O povo venezuelano também disse que o conflito violento não vai se impor no país para possibilitar uma invasão externa”, acrescentou.

Além disso, o deputado afirmou que a ANC nasceu para fazer frente aos ataques promovidos pelos parlamentares da Assembleia Nacional, de maioria opositora.

Nova Assembleia Nacional

Em 5 de janeiro de 2021 terminará a atual legislatura da Assembleia Nacional. Em 6 de dezembro, foram realizadas eleições parlamentares para definir os novos ocupantes da casa. O pleito foi boicotado pelas legendas de oposição e terminou com 91% das cadeiras para o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), sigla do presidente Nicolás Maduro.

Cabello afirmou ainda que a Assembleia Constituinte ajudou a resistir à tentativa de golpe de Estado, ao aumento das sanções, ao bloqueio econômico e ao roubo de recursos da Venezuela.

O presidente da Casa também listou uma série de leis aprovadas na ANC. Cabello disse ainda que o órgão terminou seu ciclo de ação pela pátria, entregando um país em paz com uma Assembleia Nacional renovada e eleita com participação de diversos setores da sociedade.

 

Fonte: Sputnik Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui