Depois de “roubar” Transposição, bolsonaristas tentam assumir ponte sobre o rio Madeira

Viomundo, com Agência PT

Na falta de obras, em plena crise econômica e com os números de mortes pela Covid-19 atingindo rapidamente os 100 mil mortos — média de mil por dia –, os bolsonaristas passaram a inventar descaradamente supostas conquistas de Jair Bolsonaro em seu tumultuado início de mandato.

Primeiro, foram imagens mentirosas de obras que o Exército teria realizado na rodovia Transamazônica, desmentidas pelo próprio Exército.

Depois, foi a Transposição do Rio São Francisco, na região em que Bolsonaro tenta estabelecer sua nova base eleitoral.

Descartado pela classe média branca das grandes metrópoles, que majoritariamente votou nele, o presidente tenta tomar eleitores de Lula no Nordeste com o Renda Brasil, sucessor do Bolsa Família — e com a ajuda emergencial de R$ 600, que ele só adotou sob pressão da oposição, já que o ministro da Economia Paulo Guedes defendia R$ 200 mensais.

Bolsonaro chegou a inaugurar como sendo da autoria de seu governo um trecho da Transposição que já estava 94% pronto quando ele assumiu o Planalto.

Agora, o PT denuncia que Bolsonaro está tentando faturar a imensa ponte sobre o rio Madeira.

A iniciativa teria partido de bolsonaristas:

Recentemente tem circulado no Twitter e no YouTube um vídeo de motociclistas em uma ponte sobre o rio Madeira. Eles afirmam que, após 50 anos, o governo Bolsonaro finalmente teria feito a aguardada obra.

A verdade é que a obra iniciou com o governo Dilma, em 2014, impulsionada por recursos vindos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Bolsonaro assumiu com as obras 85% concluídas. A previsão de entrega da ponte é para o final do ano.

Segundo o Projeto Comprova, até o dia 6 de agosto, 34 contas haviam publicado o conteúdo mentiroso, incluindo Carlos e Flávio Bolsonaro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui