Duas pessoas são presas na Suíça suspeitas de estarem conectadas com ataques em Viena, diz polícia

©REUTERS / Leonhard Foeger

Autoridades suíças prenderam duas pessoas suspeitas de terem conexão com os atentados que ocorreram nesta segunda-feira (2) na cidade de Viena, na Áustria, e que deixaram pelo menos cinco pessoas mortas e 22 feridos.

Os presos eram cidadãos suíços de 18 e 24 anos e foram detidos na cidade de Winterthur. As informações foram publicadas pela AFP.

“As investigações policiais levaram à identificação de um cidadão suíço de 18 anos e um suíço de 24 anos. Os dois homens foram presos na tarde de terça-feira (3 de novembro de 2020) em Winterthur, em coordenação com as autoridades austríacas”, disse a polícia de Zurique em um comunicado.

Os atiradores abriram fogo em seis locais diferentes no centro de Viena nesta segunda-feira (2), inclusive perto de uma sinagoga. As vítimas são um casal de idosos, um pedestre jovem e uma garçonete.

O atirador foi morto pela polícia. Segundo as autoridades, ele foi condenado a 22 meses de prisão em 2019 por tentar viajar à Síria para unir-se ao Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países). Ele estava armado com um rifle e um cinto falso de explosivos.

O ministro do Interior da Áustria, Karl Nehammer, anunciou que 14 suspeitos foram detidos após os ataques e descartou a participação de um segundo atirador.

 

Fonte: Sputnik Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui