Estudo: Brasil despenca em índice de liberdade de expressão

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil) (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Um estudo conduzido pela ONG britânica Artigo 19, que tem a missão de promover o direito à liberdade de expressão ao redor do mundo, aponta que o Brasil sofreu uma queda dramática no índice que mede o grau de liberdade de imprensa, sendo esta a mais dramática entre os 161 países analisados.

Apesar da deterioração ter começado bem antes, esta foi “acelerada com a chegada de Jair Bolsonaro ao poder no início de 2019”, diz o estudo. Em julho, a Repórteres sem Fronteiras constatou que, somente no primeiro semestre, Bolsonaro atacou a imprensa ao menos 53 vezes. Em agosto, Bolsonaro disse que a imprensa brasileira “virou partido político de oposição ao atual governo”.

Estes ataques fizeram com que o Brasil perdesse 43 pontos no índice, estando agora empatado com as Filipinas e atrás da Hungria e do Haiti. Em 2009, o país acumulava 89 pontos (de 0 a 100), sendo considerado “aberto”.

Segundo o estudo, os países com grandes populações, como China, Índia, Rússia, Turquia, Irã e Bangladesh, vivem uma “crise de expressão”. O estudo conclui que esta é uma tendência maior, que vê diversos países rejeitando meios democráticos e adotando medidas autoritárias.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui