EUA ameaça Turquia com novas sanções se pastor norte-americano não for libertado

Postado em 16/08/2018 16:06 - Atualizado em: 16/08/2018 16:06
Share Button
© AFP 2018 / Paul J. Richards

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, declarou nesta quinta-feira (16) que os Estados Unidos estão prontos para impor mais sanções à Turquia caso o pastor norte-americano, Andrew Brunson, não seja libertado.

“Temos planejado fazer ainda mais se eles não o libertarem rapidamente”, disse Mnuchin durante uma reunião do gabinete do presidente Donald Trump.

Segundo o ministro de Relações Exteriores da Turquia, Berat Albayrak, a Turquia pretende superar a crise econômica, causada pelas ações dos EUA, junto com seus aliados, incluindo a Rússia.”Os EUA introduziram sanções contra uma infinidade de estados em todo o mundo. Em resposta a essas medidas, é necessário dar passos conjuntos bem coordenados. A Turquia superará isso junto com a Alemanha, Rússia e China”, disse o ministro.

A Turquia encarcerou o pastor Andrew Brunson há dois anos por supostos laços com o movimento fundado pelo clérigo islâmico Fethullah Gülen, que Ancara acusou de orquestrar um golpe militar que fracassou no país, em 2016. No final de julho, Brunson foi libertado de uma prisão turca e colocado em prisão domiciliar.

Em resposta, Washington sancionou dois ministros turcos e depois dobrou as tarifas sobre as importações de aço e alumínio da Turquia.

Share Button