EUA confessaram aplicação de medidas arbitrárias para prejudicar venezuelanos, diz chanceler Arreaza

© AP Photo / Ariana Cubillos

Jorge Arreaza, chanceler venezuelano, criticou tweet de uma funcionária do governo dos EUA, e rechaçou os “argumentos falsos ideologizados e desrespeitadores do direito internacional”.

Jorge Arreaza, ministro das Relações Exteriores da Venezuela, afirmou na quinta-feira (22) que Washington confessou abertamente que aplicam medidas arbitrárias contra Venezuela para causar danos aos cidadãos, após um tweet de Julie Chung, subsecretária de Estado interina para Assuntos do Hemisfério Ocidental dos EUA.

Na terça-feira (20), o ministro das Relações Exteriores da Venezuela pediu aos EUA que liberassem os recursos da Venezuela e retirassem as sanções, o que ele disse causar maiores danos em meio à pandemia da COVID-19.

O tweet vinha em resposta a um outro tweet de Chung, em que citou o Programa de Alimentos Mundial, que planeja “fornecer assistência alimentar de emergência para 1,5 milhão de crianças na Venezuela”.

O governo venezuelano denunciou que está sujeito a uma pressão sem precedentes, na qual mais de US$ 7 bilhões (R$ 38,98 bilhões) foram bloqueados nos últimos sete anos.

 

Fonte: Sputnik Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui