EUA superam a marca de 250 mil mortes causadas pela COVID-19

© REUTERS / Daniel Acker

Os Estados Unidos ultrapassaram nesta quarta-feira (18) a marca das 250 mil pessoas mortas por COVID-19 desde o início da pandemia.

Os números foram contabilizados pela plataforma da Universidade Johns Hopkins e mostram que os EUA agora somam 250.180 óbitos pelo novo coronavírus e 11,4 milhões de casos da doença.

Os EUA são o país com o maior número de mortos causados pelo novo coronavírus, à frente de Brasil, Índia e México.

A marca é maior que o número de mortes de militares americanos em todos os conflitos desde a Guerra da Coreia.

Alunos deixam escola no Brooklyn, em Nova York, em meio à pandemia da COVID-19.
Alunos deixam escola no Brooklyn, em Nova York, em meio à pandemia da COVID-19.

O país agora vive sinais de que uma segunda onda de infecções causada pelo novo coronavírus está ocorrendo. A quantidade de hospitalizações por COVID-19 ultrapassou 76 mil na terça-feira (17), o maior número desde o início da pandemia.

Nesta quarta-feira (18), o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, ordenou novamente o fechamento das escolas públicas para tentar frear uma nova aceleração do contágio do novo coronavírus na cidade.

Na semana passada, o governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, já havia decretado o fechamento antecipado de restaurantes, bares e academias em toda a região.

 

Fonte: Sputnik Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui