Falta de gestão no MEC impede repasse de US$ 72,5 mi do Banco Mundial para projeto voltado para o ensino médio

Alunos do Ensino Médio da rede estadual (Foto: Arthur Castro/Secom)

As dificuldades de gestão que marcam o Ministério da Educação (MEC) desde o começo do Jair Bolsonaro vem travando os repasses de um empréstimo de US$ 250 milhões do Banco Mundial que seriam empregados na reforma do ensino médio.

Segundo reportagem do jornal O Globo, a falta de ações para alcançar as metas estabelecidas no projeto, já resultaram no bloqueio de US$ 72,5 milhões apenas entre os anos de 2018 e 2019. Somente no ano passado, nenhum centavo, dos US$ 60 milhões previstos, foi desembolsado.

Para este ano, a previsão era que fossem repassados até US$ 59,5 milhões, mas não há previsão para que os valores sejam liberados uma vez que o Banco Mundial considera  o desempenho do Brasil “moderadamente insatisfatório”.

Ainda segundo a reportagem, a não implementação do projeto  elevou o custo da chamada “comissão de compromisso”, uma taxa de 0,25% que incide duas vezes ao ano sobre o saldo total não desembolsado pelo projeto.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui