Governo Bolsonaro alterou MP para excluir Rússia de MP criada para acelerar liberação de vacinas pela Anvisa

(Foto: ABr)

O governo Jair Bolsonaro alterou o texto da Medida Provisória, editada em 6 de janeiro deste ano e que autorizada o Ministério da Saúde adquirir vacinas no exterior antes do aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O objetivo com a mudança da MP foi excluir a Rússia da lista de países onde agências regulatórias poderiam ser utilizadas como base para liberar o produto com mais velocidade.

A vacina russa Sputnik V é uma das que está com documentação em trâmite na Anvisa.

A MP foi Assinada por Jair Bolsonaro e mais quatro ministros. De acordo com
informações do jornal O Globo, na versão preliminar que continha a autoridade russa, o texto destacava a necessidade de ampliar a lista de instâncias internacionais para que o governo brasileiro tivesse mais alternativas de compra da vacina no exterior.

A MP alterou a lei 13.979 que tratou das ações de combate ao coronavírus. A medida incluiu o Reino Unido na lista em que já estavam Estados Unidos, China, União Europeia e Japão.

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui