Infectologista explica de que depende nível de anticorpos após vacinação

© Sputnik / Aleksei Sukhorukov

Quantidade de anticorpos após vacinação contra o coronavírus depende do nível da imunidade, contou à Sputnik a médica infectologista russa Svetlana Malinovskaya.

“Quanto mais alta imunidade a pessoa tem, mais forte a resposta que ela obtém à doença ou vacinação, o que é determinado pela quantidade de anticorpos produzidos. Em outras palavras, não se pode confiar em anticorpos após uma infecção ou imunização, se você não cuidou de sua imunidade”, afirmou a médica.

A especialista esclareceu que, ao entrar no organismo, a infecção do coronavírus recebe uma defesa em forma de resposta imune. Caso a imunidade esteja em uma luta incessante com maus hábitos tais como o consumo de álcool, nutrição inadequada, horário de sono desregrado e ausência de exercício físico, ela simplesmente não consegue responder de modo adequado.

Vacinação pela vacina Pfizer/BioNTech, França, junho de 2021
© REUTERS / STEPHANE MAHE Vacinação pela vacina Pfizer/BioNTech, França, junho de 2021

“Ela não dará a resposta esperada, nem à doença nem à vacinação”, acentuou a infectologista.

No período de pandemia é sobretudo importante recordar as regras do estilo de vida saudável: seguir uma dieta equilibrada, manter um regime ótimo do sono e não se esquecer de fazer exercício moderado ao menos uma hora por dia, nota ela.

“Isso vai ajudar o organismo a ganhar uma imunidade forte e a combater fortemente a COVID-19 ou a suportar bem a vacinação, obtendo um alto título de anticorpos e se protegendo da infecção no meio ano seguinte”, concluiu.

Fonte: Sputnik Brasil