Leão cai de quatro mais uma vez

Postado em 13/08/2018 15:49 - Atualizado em: 13/08/2018 15:49
Share Button

Por Zedejesusbarreto

Parece que virou rotina perder de goleada. Não lembramos de uma sequência tão ruim do Vitória. Um horror. A defesa rubro-negra levou 36 gols em 18 jogos, a mais vazada. A equipe tem menos 16 gols de saldo negativo.

O jogo Grêmio 4 x 0 Vitória foi na arena gremista, em Porto Alegre, começo de noite domingueira, 16 mil pessoas nas arquibancadas, chocolate, domínio total do tricolor do Sul, que atuou com a equipe reserva.

*

Com o resultado, a equipe baiana, com 19 pontos ganhos, está na 16ª colocação, na boca da zona de perigo. O Grêmio chegou à terceira colocação na tabela de classificação, que tem o São Paulo líder e o Flamengo na cola, em segundo. O quarto colocado é o Internacional, o colorado gaúcho. Na rabeira: Santos, Ceará, Atlético Paranaense e Paraná.

Bola rolando

A despeito de atuar com a chamada equipe B, o Grêmio caiu pra dentro assim que começou a partida, apertando, tentando o gol, impondo ritmo forte, já nos primeiros minutos a exigir boas intervenções de Ronaldo.

– Gol ! 1 x 0 Grêmio, aos 12 minutos. Leonardo cruzou da direita na cabeça de Douglas, livre na linha da pequena área; o goleiro rebateu e o mesmo Douglas pegou o rebote, sem marcação, e bateu por baixo do goleiro.

Aos 14’, o rubro-negro baiano deu o ar da graça, numa cabeçada de Kanu, após cobrança de escanteio, mas a testada foi no meio do gol, nas mãos do goleiro.

– Gol ! 2 x 0, Jailson, aos 21 min. Ruan e Ramon deram mole na saída de bola, no meio campo; Douglas achou Jailson livre entrando pela esquerda, o meia recebeu, ajeitou para o pé direito e acertou um chute seco e forte, rasteiro, colocado no canto.

Um Grêmio envolvente, evoluindo sempre com troca de passes rápidos, dando muito trabalho à defensiva baiana. E o Leão, com dois gols sofridos, largou-se, abriu-se, foi ao ataque. Aos 30’, Yago assustou, cobrando falta.

Um Grêmio bem superior na primeira etapa.

*

O Leão voltou dos vestiários mais fogoso, encarando. Mas os gaúchos continuaram correndo e jogando com ritmo intenso.

Aos 7min, Marinho foi derrubado na linha da meia lua; Jael bateu a falta colocado, a dois palmos do rodapé do poste direito de Ronaldo. Dois minutos depois, Jael foi derrubado por Kanu, no mesmo lugar, e levou cartão amarelo. Mateusinho bateu do outro lado, queimando a trave. Duas chances desperdiçadas pelos gremistas.

– Gol ! 3 x 0, Pepê, aos 13 min. Recebeu de Marinho, livre na esquerda, cortou para o meio e bateu forte, de direita; a bola desviou na zaga e ganhou o canto oposto. Uma mangaba essa zaga do rubro-negro baiano.

O garoto Mateus, machucado, foi substituído por Maicon. Dois meio-campistas. No Vitória, a troca de um apoiador, Ramon, por um meia-atacante, Erick. Depois, Lucas Fernandes e Wállisson. Aos 26, Renato Gaucho tirou Marinho e pôs Allison, depois Éverton. O tempo passando o e Leão sem reagir. O Grêmio a ditar o ritmo em campo, à vontade e sem forçar muito.

Aos 31’, Neilton (sempre e somente ele) costurou pelo meio, em bela jogada individual, e Erick disparou para a espalmada de Paulo Victor, na primeira boa investida baiana na segunda etapa. Quando o Vitória se animava no ataque …

– Gol ! 4 x 0, Éverton, aos 37min. Contragolpe mortal gremista, finalização de Jael, rebote do goleiro Ronaldo e Éverton, que acabara de entrar, finalizou.

Aos 46’, quase sai o quinto. Goleada feia! E do time reserva do Grêmio. Dizer mais o quê ?

*

Destaques

No Vitória, alguns lampejos individuais de Neilton, alguma coisa de Erick, só.

No Grêmio, o padrão coletivo. Jailton, Mateusinho, Pepê … umanova e talentosa geração. Os veteranos Paulo Miranda e Douglas no comando, em campo.

O reconhecido trabalho do treinador Renato Gaúcho. Titulares e reservas sabem o que fazer em campo. Equipe bem distribuída em campo, troca de passes envolvente.

*

Ficha técnica

Grêmio – Paulo Victor, Leonardo, Paulo Miranda, Marcelo Oliveira e Cortez; Jailson, Mateusinho (Maicon) e Douglas; Marinho, Jael e Pepê. Técnico, Renato Gaúcho.

Vitória – Ronaldo, Jefferson, Kanu, Ruan Renato e Bryan; Ramon (Erick), Meli, Yago e Rodrigo Andrade; Neilton e Bou. Treinador, João Burse.

No apito, Bruno Arleu de Araújo (RJ)

http://noticiacapital.com.br/noticias1.asp?cod=33917

Share Button