Lula celebra decisão histórica de Biden pela quebra de patentes de vacinas contra Covid-19

Lula e Joe Biden (Foto: PT.org / Reuters)

O ex-presidente Luiz Inácio ula da Silva comemorou a decisão do governo dos Estados Unidos, desta quarta-feira (5), de apoiar a quebra de patentes de vacina contra a Covid-19, num movimento histórico de combate à pandemia.

Pelo Twitter, Lula lembrou que defende a quebra de patentes de vacina desde junho do ano passado. “Quero saudar essa decisão histórica do governo @JoeBiden. Desde 2020 defendemos que a suspensão do monopólio das patentes é a única saída para vacinação em massa de toda a população”, disse Lula.

“A saúde não pode ser mercantilizada. A humanidade vai vencer esse vírus”, acrescentou o ex-presidente Lula.

O governo Joe Biden anunciou na quarta-feira que apoia a dispensa das proteções de propriedade intelectual para as vacinas Covid-19, enquanto os países lutam para fabricar as doses que salvam vidas.

“Esta é uma crise de saúde global, e as circunstâncias extraordinárias da pandemia COVID-19 exigem medidas extraordinárias. O governo acredita fortemente nas proteções de propriedade intelectual, mas, a serviço do fim desta pandemia, apóia a renúncia dessas proteções para COVID-19 vacinas ”, escreveu a representante comercial dos Estados Unidos, Katherine Tai, em um comunicado.

“Como nosso suprimento de vacinas para o povo americano está garantido, o governo continuará a intensificar seus esforços – trabalhando com o setor privado e todos os parceiros possíveis – para expandir a fabricação e distribuição de vacinas. Também trabalhará para aumentar as matérias-primas necessárias para produzir essas vacinas ”, acrescentou o comunicado.

 

Fonte: Brasil 247