Manifestantes derrubam estátua de traficante de escravos e a jogam em rio

EUROPA

Neste domingo (7), manifestantes de um protesto contra o racismo, em Bristol, Reino Unido, derrubaram uma estátua de um traficante de escravizados do século XVII.

Em meio a um protesto em Bristol, Reino Unido, em solidariedade às manifestações estadunidenses contra o racismo após o assassinato de George Floyd, manifestantes derrubaram uma estátua do traficante de escravizados, Edward Colston, que viveu entre 1636 e 1721. A movimentação foi publicada em vídeos nas redes sociais:

Vídeo incorporado

Bristol em três atos.

Os manifestantes derrubaram a estátua e depois rolaram o monumento até um rio que corta a cidade britânica. Em seguida, despejaram a estátua de Colston no rio.

Os protestos que continuam nos Estados Unidos contra o racismo e a violência policial foram deflagrados após o assassinato de George Floyd. O homem negro foi asfixiado por policiais que pressionaram suas costas e pescoço até sua morte. A ação policial foi filmada e viralizou, gerando revolta nos EUA.

Manifestantes derrubam estátua do traficante de escravos Edward Colston, em Bristol, Reino Unido, durante protesto, em 7 de junho de 2020, contra o racismo e em solidariedade às manifestações contra o assassinato de George Floyd nos EUA.
© AP PHOTO / BEN BIRCHALL
Manifestantes derrubam estátua do traficante de escravos Edward Colston, em Bristol, Reino Unido, durante protesto, em 7 de junho de 2020, contra o racismo e em solidariedade às manifestações contra o assassinato de George Floyd nos EUA.

Diversas manifestações semelhantes ocorrem na Europa tanto em capitais como cidades menores. É o caso de Paris, Londres, Madrid, Barcelona e Amsterdã.

Sputnik