Maradona deixa órfã a Argentina

Morre o ex-jogador de futebol Maradona (Foto: Getty)
Buenos Aires, 25 novembro, O grande Diego Armando Maradona, que lutou por sua vida até o último suspiro, bem como na terra onde tantas alegrias deu, hoje deixou a Argentina órfã, sem fala por sua partida física.
Paradoxo do destino, o Diego do povo despediu-se quatro anos após o desaparecimento físico de um homem que o amava muito, que lhe salvou a vida num dos momentos mais difíceis da sua carreira e que considerava um pai, o Comandante Chefe Fidel Castro.

Esta morte dói muito no coração de centenas de argentinos que vivem atonicamente esta primeira hora depois de conhecer a dura notícia e enquanto as imagens passam na televisão com aquele prodigioso canhoto que ele teve e aquelas vitórias que deu ao alviceleste, muitos não acreditam, eles se recusam a acreditar que este quase maldito 2020 também leva ao grande Dez.

Diego flertou tanto com a morte que muitos relutam em acreditar que seja verdade, um comentarista foi ouvido com a voz quebrada.

Um revolucionário de raça pura, defensor das causas mais justas e que nunca desistiu desses princípios, embora em sua amada Argentina muitos lhe tenham dado as costas nos momentos mais difíceis, milhares choram hoje por esta glória esportiva, que não pode vencer a morte devido a parada respiratória após ser operado a um hematoma subdural do qual estava se recuperando.

A notícia ainda é recente, mas agora milhares de seguidores saem às ruas, unidos na dor, para dar graças, graças eternas, ao grande Diego do povo.

Fonte: Prensa Latina

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui