Mercado Modelo deve ter aumento de 300% no número de visitantes no verão

Postado em 19/01/2018 15:45 - Atualizado em: 19/01/2018 15:45
Share Button
Um dos principais cartões-postais de Salvador, o Mercado Modelo é um dos patrimônios culturais da cidade, inclusive pelo tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Após intervenções administrativas e estruturais promovidas pela Prefeitura, os visitantes passaram a ter mais conforto e comodidade para apreciar diversos produtos da terra, que vão desde a pimenta até souvenirs como camisas, berimbaus e chaveiros. Para este verão, a estimativa é de que o movimento aumente 300% em relação aos demais meses do ano.
O Mercado Modelo reúne mais de 200 lojas e recebe, diariamente, uma demanda de aproximadamente 300 visitas. Por mês, estima-se que passem pelo local oito mil frequentadores. No entanto, de novembro a março deste ano, mais de 151 mil turistas devem desembarcar no porto de Salvador – em torno de 30 mil por mês –, o que deve representar um aumento nas vendas do principal ponto turístico da Cidade Baixa da capital baiana.

Para o presidente da Associação dos Comerciantes do Mercado Modelo (Ascomm), Nelson Tupiniquim, o equipamento representa a cultura da capital baiana e dispõe de artigos para agradar todos os tipos de visitantes e consumidores. “O Mercado Modelo oferece os mais variados tipos de artesanato, dentre outros produtos e sabores que representam a cultura baiana”, disse.
Melhorias – Desde que a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) passou a administrar o local, em novembro de 2016, o Mercado Modelo vem passando por uma série de melhorias, visando proporcionar mais conforto e segurança para as centenas de pessoas que frequentam o local diariamente. O resultado foi o melhor possível: o número de visitantes no estabelecimento é o dobro do registrado antes da gestão do equipamento estar sob a responsabilidade da Prefeitura.
O mercado recebeu novos extintores, pintura das paredes da rotunda e na área interna, além da restauração dos portões. A lista engloba ainda a correção de infiltrações e da parte elétrica, que prejudicava a atividade comercial do lugar; restauração da varanda e do mercado; substituição das lâmpadas convencionais por modernas luminárias de LED; limpeza das caixas de gordura e aplicação de resina no piso da área principal do mercado; limpeza das arcadas do primeiro andar e térreo, conforme exigência do Iphan; e instalação de 12 ventiladores.
A segurança do local foi reforçada, com o apoio da Guarda Civil Militar (GCM), para ações de fiscalização dentro e no entorno do mercado, além da instalação das seis primeiras câmeras de segurança. Mais 18 equipamentos do tipo devem ser instalados no local, totalizando 24 câmeras. Foram realizadas também ações para prevenção de incêndios, distribuição de forma padronizada dos boxes e dos sanitários, assim como o ordenamento da área de alimentação. Todos os exaustores voltaram a funcionar com as melhorias, além da reforma completa do telhado para evitar que as chuvas atingissem a parte interna do centro de compras.
Secom/Salvador
Telma Novaes
Share Button