17 de abril de 2021 às 01:59
Inicial Etc & Tal Meu saco transbordou

Meu saco transbordou

Chico Bruno
Ontem foi o dia em que meu saco transbordou. O Brasil registrou um novo recorde de mortes: 474 em apenas 24 horas, com isso ultrapassou cinco mil óbitos superando a China no ranking de países com mais falecimentos por conta da Covid-19.
O mais grave foi a reação do presidente aos ser instado pela imprensa sobre o recorde de mortes em 24 horas. “E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”, respondeu ao repórter.
Uma resposta que combinou indiferença, ironia e sarcasmo. Bolsonaro debochou do país. Aliás, isso vem sendo sua marca registrada, visto que semana passada já havia tido que não era “coveiro”, ao responder sobre o mesmo tema.
O escárnio marca as falas de Bolsonaro.
Ao que tudo indica o sonho do Messias é viver num país a semelhança da Arábia Saudita, onde ele e os filhos reinem sem prestar contas ao povo, ao Judiciário, ao Congresso e a imprensa.
Está na hora de detê-lo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui