Militares russos ajudam a libertar oficiais sírios mantidos como reféns

Postado em 16/07/2018 10:37 - Atualizado em: 16/07/2018 10:37
Share Button
© Sputnik / Michael Alaeddin

Neste domingo (16), na cidade de Daraa, situada a 110 km de Damasco, foi iniciada com a presença da polícia militar russa a retirada dos radicais que não quiseram se entregar às autoridades sírias. Além disso, graças aos esforços dos militares russos, alguns oficiais sírios foram libertados.

15 ônibus retiraram 420 combatentes e seus familiares. A operação foi efetuada pelas forças de segurança sírias, pela polícia militar russa e pelo Crescente Vermelho Árabe Sírio.

  • Militares sírios libertados em Daraa
  • Militares sírios libertados em Daraa
  • Militares sírios libertados em Daraa
  • Militares sírios libertados em Daraa
1 / 4
© SPUTNIK / FIRAS ALAHMAD
Militares sírios libertados em Daraa

De acordo com a Sputnik Árabe, em Daraa foram libertados cinco militares sírios, mantidos como reféns pela organização terroristas Frente Al-Nusra (proibida na Rússia e em vários outros países). A libertação foi alcançada graças a uma trégua decidida com a assistência dos militares russos.

Depois de passarem por médicos, os oficiais libertados se encontraram com seus familiares. No momento, quatro dos reféns permanecem em estado satisfatório e um foi levado ao hospital com a perna quebrada. Os reféns estavam nas mãos da Frente Al-Nusra desde junho do ano passado.Desde junho de 2018, as tropas governamentais sírias reestabeleceram controle sobre 85% do território da província de Daraa. No domingo (15), várias unidades oposicionistas sírias no oeste da região começaram a entregar suas armas às forças governamentais da Síria, depois da trégua alcançada.

Share Button