Decano do STF deve optar por plenário ‘físico’ para julgamento sobre depoimento de Bolsonaro

Ministro Celso de Mello e Jair Bolsonaro (Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF | REUTERS/Adriano Machado)

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), deve decidir nos próximos dias sobre o inquérito que investiga a suposta interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF). Ele pode retirar do plenário virtual o julgamento sobre o depoimento do político, uma vez que tem mais chances de sair vitorioso com a análise no plenário “físico”, onde será possível expor os fundamentos de sua decisão. A reportagem é do jornal O Estado de S. Paulo.

No dia 11 de setembro, Celso de Mello determinou que Jair Bolsonaro preste depoimento presencialmente no âmbito do inquérito que apura a suposta tentativa de interferência na PF.

Dentro da Corte, se espera que decano do STF deve decidir pela análise do julgamento no plenário “físico”, porque no plenário virtual os ministros apenas depositam seus votos, sem maiores debates. Celso de Mello esta interessado em explicar as 64 páginas que fundamentam a sua decisão.

 

Fonte: Brasil 247

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui