Mortos pela COVID-19 na Itália passam dos 15 mil, mas doença desacelera

EUROPA

O número de mortos na Itália pela COVID-19 ultrapassou os 15 mil, após mais 681 pessoas morrerem por contrair a doença, anunciou neste sábado Angelo Borrelli, chefe do Departamento Nacional de Proteção Civil.

A autoridade italiana acrescentou que, apesar do número expressivo, o crescimento diário de mortes estava diminuindo.

Os números deste sábado sugerem que o aumento no número de mortos está começando a desacelerar, com 766 mortes registradas nesta sexta-feira.

Segundo Borrelli, o número de pessoas que ainda apresentam sintomas da doença na Itália é 88.274. No entanto, o número de pessoas atualmente em terapia intensiva diminuiu, explicou o chefe do Departamento de Proteção Civil.

A Itália registrou um total de 124.632 casos confirmados da COVID-19 desde o início do surto. A região norte da Lombardia tem sido a área mais afetada do país desde o início da pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui