Nord Stream 2: senadores republicanos ameaçam Biden com oposição por falta de ação sobre gasoduto

© Sputnik / Sergei Guneev

Em uma carta à secretária do Tesouro dos EUA, 12 senadores republicanos prometeram bloquear dois nomeados do Departamento do Tesouro caso a administração Biden não altere sua posição sobre o projeto do gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2).

Nesta quarta-feira (28), um grupo de republicanos no Comitê Bancário do Senado norte-americano ameaçou bloquear dois nomeados do Departamento do Tesouro (Brian Nelson e Elizabeth Rosenberg), a menos que a administração Biden altere sua posição sobre o projeto do gasoduto Nord Stream 2.

Em uma carta à secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, os 12 republicanos afirmaram que o projeto “prejudica diretamente os interesses de segurança nacional dos Estados Unidos e de nossos aliados e parceiros”.

Os senadores argumentaram que, “se for concluído, este projeto aumentará a influência maligna de Vladimir Putin sobre a Europa” e “desestabilizará a segurança frágil da Ucrânia”.

Os republicanos apelaram à administração para que invertesse a abordagem do projeto e se juntasse à defesa dos aliados e parceiros europeus contra as ações russas.

A carta termina com os republicanos agradecendo Yellen por “considerar este assunto urgente de segurança nacional”. De momento, os funcionários do Departamento do Tesouro ainda não comentaram a situação.

Acordo EUA-Alemanha

Em 21 de julho, os Estados Unidos e a Alemanha anunciaram um acordo de compromisso bilateral sobre o gasoduto Nord Stream 2 que permite que o projeto prossiga sem ameaça de sanções por parte dos EUA.

Washington se comprometeu a abster-se de sanções contra o projeto do gasoduto. Por sua vez, a Alemanha se comprometeu a “utilizar toda a força disponível para facilitar uma extensão de até 10 anos do acordo de trânsito de gás da Ucrânia com a Rússia”.

Fonte: Sputnik Brasil