Organização Mundial de Saúde recomenda pelo menos 1 hora de exercícios físicos por dia

Foto: Reprodução

Todo começo de ano traz resoluções que precisamos tomar para o novo ciclo que está chegando. Tornar a atividade física uma rotina constante sempre faz parte da lista de muita gente. Ainda mais agora, em tempos em que a saúde e o bem-estar merecem atenção redobrada.  A Organização Mundial de Saúde (OMS) publicou recentemente novas diretrizes globais sobre a prática da exercícios físicos. Em 2010, a recomendação da OMS era de alcançar “pelo menos” 150 minutos de atividade física moderada ou 75 minutos de exercício de alta intensidade por semana. Hoje, as novas diretrizes da entidade são de 300 minutos por semana, que seria até 1 hora de exercícios por cinco dias, ou 150 minutos de atividade física intensa por semana, quando não houver contraindicação. Para crianças e adolescentes a média deve ser de pelo menos uma hora de atividade por dia. “Uma vida ativa sempre traz benefícios. O Covid-19 fez com que muita gente interrompesse suas atividades durante o confinamento, mas se faz necessário retomar esse hábito para que sejam combatidos os riscos do sedentarismo”, explica Guilherme Reis, Coordenador Geral da Rede Alpha Fitness.

Nessa nova versão, a OMS observou que a atividade física é essencial para o corpo e a mente, enquanto um estilo de vida sedentário pode trazer consequências graves. Ainda dentro das novas diretrizes foi acrescentado que cerca de cinco milhões de mortes poderiam ter sido evitadas a cada ano se a população fosse mais ativa. “Ter uma rotina de exercícios é fundamental para a saúde e o bem-estar. Pode ainda prevenir e tratar doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e câncer. Também reduz os sintomas da depressão e a ansiedade, o declínio cognitivo, e melhora a memória e a saúde geral do cérebro. Ou seja, pode gerar qualidade e anos à vida de uma pessoa”, finaliza Guilherme.

Segundo a OMS, a maioria das pessoas ao redor do mundo não faz exercícios suficientes, situação que foi agravada por causa da pandemia do coronavírus. Por conta disso, a Organização pede que cada pessoa, independentemente de suas capacidades físicas, se mova mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui