Petroleiros em greve fazem manifestação contra o silêncio da mídia

Petrobrás mantém demissões e política de preços

Para romper a barreira do silêncio midiático, os petroleiros em greve fizeram manifestação em frente à sede da Rede Globo, que informa apenas timidamente sobre o movimento dos trabalhadores, que completou 14 dias nesta sexta-feira (14). Em vez disso, os meios de comunicação tratam de reproduzir versões oficiais (da ANP e da própria Petrobrás), que minimizam os efeitos da paralisação.

No entanto, para reivindicar a interrupção da greve junto ao STF, os argumentos são de que o movimento põe em risco o abastecimento. “Foi só um alerta”, disse o diretor-geral da ANP, Decio Oddone, tentando explicar a ambiguidade.

Por seu lado, a Petrobrás manteve as demissões no Paraná e não esboça reação diante das críticas à política de preços que vem beneficiando apenas as importações de combustíveis, em detrimento da produção interna e daqueles que dependem do gás de cozinha e do diesel, entre outros.

Clique aqui para assistir o vídeo produzido pelo Sindipetro Caxias

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui