Piercing: Conheça os riscos que pode causar na sua boca

Foto: Divulgação

Um hábito comum em jovens e adultos é o do piercing na boca. O dentista Dr. Luciano Martins mostra que o ideal é que esse acessório não fique dentro dela, veja as razões.

Sabe aquela frase típica que ouvimos dos pais e responsáveis: “Cuidado com o que você põe na boca”? Pois é, tal expressão se aplica perfeitamente quando a pessoa resolve colocar um piercing dentro da boca. Se por um lado é cada vez mais comum que jovens e adultos adotem esse acessório, por outro é preciso observar algumas questões antes de fazer o furo e exibir o adorno por aí.

Para quem coloca o piercing, o objeto se traduz em algo de personalidade, motivo de satisfação e exibição para os colegas. Porém, conforme alerta o dentista Dr. Luciano Martins, pode também esta ser a causa de grandes problemas. “Se ele for aplicado no lábio ou freio, ele pode ir traumatizando a região que pode chegar até a gengiva, provocando uma recessão gengival”.

Mas o que é isso? Dr. Luciano explica que o contato constante do piercing com a gengiva causa retração gengival, o que pode ser irreversível, além de desgastar o esmalte do dente. É aí que mora o perigo, reforça o dentista: “Essa retração pode levar a uma perda dentária por trauma. A gengiva vai se abaixando cada vez mais e o resultado disso é a pessoa ficar sem o dente”.

O ideal? “Seria não colocar o piercing dentro da boca”, observa o dentista. Mas, se a pessoa já o utiliza, é necessário tomar alguns cuidados, principalmente com a higiene bucal: “É preciso lembrar que essa área é de grande sensibilidade.  Por isso, sempre limpe adequadamente após as refeições, para evitar infecções.