Policiamento é reforçado na capital e interior durante os festejos

Postado em 23/06/2018 19:58 - Atualizado em: 23/06/2018 19:58
Share Button
Foto: Camila Souza/GovBa

 

Durante a Operação São João 2018, a Polícia Militar da Bahia empregará 18.739 policiais em mais de 160 municípios. A ação representa um investimento de R$ 3 milhões, que serão aplicados em pagamento de horas extras dos policiais e outras despesas. A operação se estende até o fim de semana de comemoração do São Pedro.

“Deslocamos efetivo para todas as partes do estado, já que mais de um terço da Bahia se mobiliza em diversos municípios para fazer o São João. São quase 19 mil policiais, que estarão presentes em cidades que têm a tradição forte de realização desses festejos e recebem um número considerável de público. Em Salvador, apesar de não ter uma tradição tão forte de festa junina, temos pontos específicos de grande concentração de pessoas, como Pelourinho e Paripe”, explica o porta-voz da PMBA, capitão Bruno Ramos.

Em Salvador, o policiamento também está reforçado nas vias de acesso, nas estações de transbordo e nos terminais marítimos. Em Camaçari, destaque para a festa Camaforró, onde tropas especializadas vão apoiar o policiamento. O reforço dos policiais em regime de plantão alcança municípios que tradicionalmente recebem grande público, como Cruz das Almas, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Ibicuí, Senhor do Bonfim, entre outros.

O capitão Bruno também destaca a manutenção, durante o período de festa, do policiamento dos municípios e bairros de Salvador que estão fora do circuito junino. As rondas e atendimento de ocorrências não sofrem alterações. “Nós mantemos o policiamento funcionando normalmente, pois incrementamos com esse investimento de mais de R$ 3 milhões. Haverá a remuneração em horas extras dos nossos policiais que estariam em seu horário de folga. Por isso, conseguimos manter o policiamento e, ainda assim, ampliar a presença ostensiva. A operação não deixa de atender as necessidades básicas dos diversos bairros e municípios”, esclarece.

Na capital, o Pelourinho e o Farol da Barra, locais que recebem o público para assistir aos jogos da Copa do Mundo, estão contemplados no esquema especial de policiamento.

Estradas

A Polícia Militar, por meio do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e das Companhias Independentes de Policiamento Rodoviário, atuará ainda na fiscalização e no patrulhamento de rodovias estaduais. A fiscalização será realizada com a utilização de radares, para o monitoramento do limite de velocidade, e etilômetro, para verificar o uso de bebida alcoólica por motoristas. O trabalho inclui a verificação do porte obrigatório de documentos e abordagens preventivas para evitar a circulação de drogas e armas de fogo.

“Para o policiamento rodoviário, nossas equipes já estão mobilizadas para fazer a fiscalização e, com isso, reduzir o número de acidentes de trânsito nas rodovias estaduais. A nossa recomendação é de que cada pessoa vá para as festas com o espirito de se divertir e confraternizar com amigos e familiares. Ressalto que a população poderá contar sempre com presença da Polícia Militar. Estaremos à disposição para realizar os atendimentos necessários”, acrescenta capitão Bruno.

Polícia Civil

A Polícia Civil também irá intensificar o policiamento com plantões extraordinários e reforço no efetivo em Salvador e região metropolitana. Na capital, a Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur) cobrirá a festa em sua região com escala extraordinária nos dias 22, 23 e 24 de junho. Policiais bilíngues estarão disponíveis.

Na Região Metropolitana de Salvador (RMS), o Departamento de Polícia Metropolitana terá o efetivo reforçado em delegacias das ilhas, Vera Cruz, Mar Grande, Praia do Forte, Mata de São João, São Sebastião do Passé e Camaçari, além das 18ª e 26ª Delegacias Territoriais.

No interior, as ações serão intensificadas nos municípios e nas rodovias que interligam as cidades de Senhor do Bonfim, Irecê, Ibicuí, Amargosa, Itatim, Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas e Cachoeira.

Equipes do Departamento de Polícia do Interior (Depin) atuarão no combate ao tráfico de drogas e a crimes contra o patrimônio, a exemplo dos furtos e roubos. As ações ainda contemplam a fiscalização de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos e o combate à exploração infanto-juvenil. A fiscalização da venda e da fabricação clandestina de fogos de artifício também será alvo das ações.

 

Com informações da Secom

Share Button