Portadores de déficit intelectual fazem curso de garçom na APAE

Postado em 21/09/2017 13:18 - Atualizado em: 21/09/2017 13:18
Share Button

O curso de garçom oferecido na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Feira de Santana, dentre um leque de outros cursos profissionalizantes promovidos pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), está capacitando e abrindo as portas do mercado de trabalho para pessoas com déficit intelectual.

 

As aulas são ministradas na APAE por um instrutor da Sedeso, semanalmente, todas as terças-feiras pela manhã. Atende 12 alunos com déficit intelectual e a previsão é de ser concluído até dezembro deste ano.

 

O instrutor também ministra curso de garçom nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) dos bairros Baraúnas e Lagoa Grande, além do Centro Integrado de Capacitação e Apoio ao Adolescente e Família Gilza Melo (Cicaf), todas as sextas-feiras, pela manhã e à tarde.

 

Para as pessoas portadoras de déficit intelectual, a capacitação profissional representa o aumento de possibilidades de ingresso no mercado de trabalho, inclusive cumprindo a lei que garante reserva de cotas de postos de serviço em empresas com mais de 100 funcionários, para quem possui algum tipo de deficiência física, intelectual ou visual.

Share Button