Postergado para 2022, Réveillon da Vila organiza vaquinha para ajudar o Vilarejo de Santo André na Bahia

Foto: Divulgação

Réveillon da Vila nasceu de um amor de verão pelo Vilarejo de Santo André. Desde o começo, o conceito sustentável fazia parte dos planos desse lindo evento. A intenção era fazer algo “boutique”, para trazer aqueles momentos antigos que sentíamos com uma passagem de Ano Novo, reunindo um grupo de amigos na beira da praia festejando o próximo ciclo. Infelizmente, devido às imposições sanitárias, os organizadores tiveram que postergar para 2022, porém querem deixar seu legado desde já.

“Acreditamos que com a pandemia nosso conceito seria perfeito para o momento atual e, assim, ressignificar um ano tão doloroso para todos nós. Lutamos até o final e acreditamos que a pandemia nos daria uma trégua… Porém, infelizmente, tivemos que postergar nosso Réveillon da Vila para 2022, uma decisão tomada em comum acordo com a Secretaria da Saúde, Turismo e Meio Ambiente do Município de Santo Cruz Cabrália, em decorrência do Decreto do Governador da Bahia proibindo qualquer tipo de festa na Bahia”, explica Carol Félix, uma das organizadoras do evento.

Desde o início, o projeto do Réveillon da Vila previa destinar uma parte da verba arrecadada com as festas em benefício de melhorias na comunidade local. Agora, mesmo com o adiamento e, consequentemente, com a perda destes recursos, os organizadores pretendem seguir com uma campanha solidária para ajudar todas as pessoas que abraçaram a causa e lutaram juntos a favor da realização do evento. “Sabemos que, independente do Réveillon, o vilarejo estará lotado neste verão e, mesmo não realizando o evento este ano, queremos continuar ajudando a estruturar e fomentar o turismo local”, ressalta Carol.

Nesse sentido, o Réveillon da Vila quer manter os projetos que haviam sido programados, que incluem a revitalização de 18 barracas de praia, fazendo melhorias de pintura, trocas de madeiras e telhas quebradas, além da compra de lixeiras. Estava previsto também o reparo do teto da Oca Comunidade Indígena Mata, a compra de 200 piaçavas e suas instalações. Por fim, uma parte da verba dos eventos estava destinada para colaborar com os aluguéis atrasados, pintura da fachada e troca do portão do Projeto Vila Criativa, um espaço comunitário destinado à programação cultural diversificada e permanente para os visitantes e moradores de Santo André.

Para tornar tudo isso possível, o Réveillon da Vila está organizando uma Vaquinha Online com o Catarse e angariando fundos para manter essa ajuda à comunidade. Faça parte deste lindo movimento e contribua com o que puder. Assim, o Vilarejo sofrerá menos com os impactos da pandemia e teremos uma Santo André mais próspera para 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui