Prêmio da Música Brasileira consagra grupo As Bahias e a Cozinha Mineira com dois prêmios

Postado em 16/08/2018 14:09 - Atualizado em: 16/08/2018 14:09
Share Button

Realizado na noite dessa quarta feira, 15 de agosto, o Prêmio da Música Brasileira consagrou a banda As Bahias e a Cozinha Mineira como melhor grupo e “BIXA”, como melhor álbum. A laureação foi realizada no Theatro Municipal do Rio, com apresentação de Débora Bloch e Camila Pitanga – e transmissão ao vivo pelo canal do prêmio no YouTube e pelo Canal Brasil. 

Composto pelas vocalistas Assucena Assucena e Raquel Virginia e o guitarrista Rafael Acerbi a banda lançou o álbum “BIXA” em setembro de 2017 com produção de Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral, tarimbada dupla conhecida pelo trabalho junto a Criolo, entre outros; e traz a natureza como metáfora para uma ocasião crítica de nossa própria natureza em uma discussão semântica e semiológica da palavra e do som, e também do indivíduo na sua relação, organicidade e distanciamento com a “natureza”.

O Prêmio da Música Brasileira, que cresce a cada edição, teve recorde de inscrições mais uma vez. Depois de uma seleção minuciosa entre os 1327 álbuns 132 DVDs e 144 videoclipes inscritos – dos quais foram pré-selecionados 493 álbuns, 40 DVDs e 66 videoclipes –, o corpo de jurados chegou à lista final com aproximadamente 82 nomes (já descontados os que concorrem a mais de um prêmio), distribuídos dentro das 36 categorias.

SOBRE O PRÊMIO DA MÚSICA BRASILEIRA

O Prêmio possui um Conselho Diretor, que determina as regras, define o júri e o homenageado de cada edição. Ele é composto pelos músicos Gilberto Gil, Yamandú Costa, João Bosco, Wanderléa, Arnaldo Antunes, o jornalista Antônio Carlos Miguel, além do idealizador do Prêmio, José Maurício Machline. A partir desta edição, três novos membros integram o grupo: Djavan, Karol Conka e Ney Matogrosso, homenageado na edição passada. A premiação contempla todos os gêneros, ritmos e estilos da Música Brasileira, do erudito ao regional, em 11 categorias que se subdividem em 31 subcategorias.

Desde o ano de sua criação, quando homenageou Vinicius de Moraes, o Prêmio enaltece um artista brasileiro, que serve como fonte para o roteiro e repertório do show da cerimônia de entrega. Já foram homenageados, pela ordem, Dorival Caymmi, Maysa, Elizeth Cardoso, Luiz Gonzaga, Ângela Maria & Cauby Peixoto, Gilberto Gil, Elis Regina, Milton Nascimento, Rita Lee, Jackson do Pandeiro, Gal Costa, Ary Barroso, Lulu Santos, Baden Powell, Jair Rodrigues, Zé Ketti, Dominguinhos, Clara Nunes, Dona Ivone Lara, Noel Rosa, João Bosco, Tom Jobim, Maria Bethânia, Gonzaguinha e Ney Matogrosso.

SISTEMA DE VOTAÇÃO

O corpo de jurados de álbuns é composto por 20 integrantes: Altay Veloso; Bernardo Araújo; Dirceu Leite; Gel Barbosa; José Maurício Machline; Juliano Holanda; Leonardo Lichote; Marcelo Costa; Marco André; Mário Adnet; Mauro Ferreira; Nina Becker; Pedro Franco; Plinio Profeta; Pretinho da Serrinha; Rodrigo Campello; Rosana Rodini; Thiago da Serrinha; Webster Santos; Wilson Café. Cinco jurados analisaram a categoria DVD e videoclipe: José Maurício Machline; Leonardo  Lichote; Matheus Senra; Matheus Malafaia; Mauro Ferreira. Os três mais votados em cada categoria são indicados ao Prêmio da Música Brasileira e os que obtêm a maior média de votos são eleitos.

Todos tiveram acesso a um sistema de votação 100% informatizado. Através do site, os jurados ouviram os trabalhos concorrentes, obtiveram as informações detalhadas sobre cada lançamento e puderam votar. O júri é formado ainda por músicos, o que permite que um integrante seja também um concorrente. Neste caso, ele não vota na categoria da qual participa.

Mais informações sobre a edição atual e as anteriores do Prêmio: www.premiodamusica.com.br

Share Button