Programa #GPcomVC do Grupo Petrópolis beneficiou mais de 200 mil famílias pelo Brasil

Foto: Divulgação

Vivemos a pior fase da pandemia no Brasil. Um ano depois da chegada do novo coronavírus, parece que o pesadelo que assola a população só aumenta. Com índices crescentes e alarmantes, cidades estão fechadas, comércios praticamente sem funcionar e pequenos empresários segurando as pontas da forma que conseguem. O impacto disso para famílias inteiras é enorme. No setor de bares e restaurantes, por exemplo, as estimativas indicam que mais da metade não vai resistir à crise. A situação só não é pior graças à solidariedade do brasileiro. Empresas do setor se mobilizaram para reduzir o impacto da crise para esses pequenos empresários. Foi o caso do #GPcomVC, programa desenvolvido pelo Grupo Petrópolis (que tem as marcas Itaipava, Petra, Black Princess, energético TNT, entre outras) para auxiliar bares, botecos e restaurantes atingidos pela pandemia.

O #GPcomVC foi criado em setembro de 2020 e de lá para cá mobilizou esforços em todo o Brasil. No total, 40 mil estabelecimentos foram beneficiados nas cinco regiões do país, sendo 400 deles com ações especiais – inclusive de reconstrução total. Foram mais de R$ 40 milhões de reais apoiados pelo programa, sendo mais de três milhões exclusivamente para investimentos em infraestrutura, pagamento de contas atrasadas e folha de pagamento dos estabelecimentos. Nesse intervalo, mais de 127 mil kits de EPI´s foram doados, além de 3 mil litros de azeite de dendê direcionados à Associação das Baianas de Acarajé (ABAM). O programa beneficiou diretamente 40 mil famílias desses parceiros, gestores dos bares, botecos e restaurantes. Estima-se que outras 160 mil famílias – dos funcionários de cada um desses locais – tenha sido beneficiada de forma indireta.

“Falar de quanto o Grupo Petrópolis está orgulhoso de como o programa #GPcomVC conseguiu avançar e ajudar bares e restaurantes em tempos tão difíceis é pouco. Estamos realmente felizes de ter contribuído para a continuidade desses parceiros”, comenta Eliana Cassandre, Head de Marketing do Grupo Petrópolis. Continuidade de negócios que se viu em todo o Brasil, mesmo com todos os obstáculos.

 

Um giro pelo Brasil e pela continuidade dos negócios

“No momento que a gente viu que tinha um suporte, foi uma esperança. Senão eu já teria parado”, conta Damiana Batista do Nascimento, proprietária do bar Zero Hora, de Recife. O ponto de vista de Damiana se reflete em muitos outros. No Nordeste, que representou 40% dos investimentos do #GPcomVC, essa fala é uma constante.

“O Grupo Petrópolis está dando apoio logístico, equipamentos novos e atualmente está ajudando também a manter o espaço dando suporte para pagar o aluguel e manter os funcionários”, explica Gilberto de Andrade Baltazar, proprietário do Bar da Cidade, em Fortaleza. “Foi muito importante para que a gente não precisasse demitir nenhum funcionário. Hoje nós mantemos todos os nossos (18) colaboradores graças a Deus e ao Grupo Petrópolis. Com essa ajuda, nós nos mantemos abertos até hoje”, diz Sanderson Leonardo Ramus, do Sans Boteco, de Natal.

Para alguns, o apoio trazido pelo #GPcomVc nesse período foi aquela dose extra de esperança. “Tentamos de tudo: desde delivery até pratos congelados. Uma hora vimos que isso não daria certo e optamos por fechar de vez. O programa #GPcomVC veio para nos ressurgir das cinzas. Nos ajudaram com várias coisas, incluindo aluguel, reformas e mobiliário”, conta Túlio Ferolla, sócio do Bar Entre Folhas, de Belo Horizonte.

“Com a pandemia e a possibilidade da Lapa cair numa situação econômica muito ruim, decidimos encerrar nosso contrato de aluguel e esperar um novo cenário para reabrir a casa. Foi quando o Grupo Petrópolis nos procurou para a parceria. Estávamos vivendo um cenário de muita incerteza e falta de incentivo. A ajuda do GP foi e está sendo fundamental”, conta Felipe Trotta, dono do Baródromo, do Rio de Janeiro.

Em Salvador, um dos beneficiados pelo programa é o Bar e Restaurante Caranguejo Master, que foi praticamente todo destruído num incêndio, no ano passado. “A reforma ainda está acontecendo, faltam cerca de 10 a 15% para finalizar a obra. Mas só em saber que temos a possibilidade do recomeço, é maravilhoso. O apoio do Grupo Petrópolis para a gente foi essencial”, conta o proprietário, Abson Cher.

Ainda na Bahia, o #GPcomVC também levou alento a um grupo de 500 baianas de acarajé, membros da ABAM. Elas receberam a doação de azeite de dendê – insumo fundamental para a produção da iguaria e que inflacionou no último ano. Além disso, cada baiana recebeu um kit de EPIs, máscaras, álcool em gel e também um treinamento que mostrou como voltar a atender clientes na pandemia, mantendo os cuidados para conter a disseminação do vírus. As baianas de acarajé de Salvador e de outras 10 cidades da Região Metropolitana foram beneficiadas ainda com produtos do Grupo Petrópolis – como água – para venderem e ajudarem em seus fluxos de caixa.

Em São Paulo, o programa também trouxe alento para muitos parceiros, como o Sr. Valdo, dono do Bar do Valdo, do bairro da Mooca, na capital. “Com a pandemia, não podíamos mais abrir as portas, então fiquei triste e até adoeci. No início, como tínhamos estoque, vendemos a cerveja por um valor mais barato, mas com o passar do tempo fiquei sem a minha renda mensal. Foi muito importante contar com o apoio do Grupo Petrópolis! Agora, com esse programa #GPcomVC meu bar foi reformado, tenho aluguel pago por um ano, mesas e cadeiras novinhas. Sou muito grato”.

Além dos estabelecimentos espalhados pelo estado de São Paulo, o Grupo Petrópolis teve um olhar de carinho também para com os quiosques da orla de Caraguatatuba. Auxílio financeiro, bonificação de produtos e a revitalização física de 29 quiosques no local, incluindo obras de novas fachadas, foram as ações. Também foram instalados totens de álcool em gel em todos eles.

 

O ambiente digital para multiplicar o bem

Desde o início, o objetivo foi o social: apoiar e auxiliar na recuperação de bares e restaurantes nesse momento de crise, proporcionando o fôlego financeiro de que precisam as empresas para manter os empregos que geram, até a volta da normalidade.

Para chamar atenção da sociedade como um todo, o Grupo Petrópolis anunciou um time de influenciadores que se engajou nas ações do Grupo através do digital.

Além das ações internas como comunicados, treinamentos, vídeos; o programa #GPcomVc impactou o público externo pelos conteúdos produzidos para as plataformas de Facebook e Instagram, gerando mais de 160 milhões de visualizações e impactando cerca de 25 milhões de pessoas, alertando sobre a importância de ajudar aos afetados pela pandemia.

Para isso, uma das ações realizadas pelo Grupo Petrópolis foi o desenvolvimento de uma plataforma que, através do PicPay, garantia a compra antecipada de vouchers de Cerveja em Dobro e Saideira. Para participar, os consumidores precisavam apenas se cadastrar no site do #GPcomVC (www.gpcomvc.com.br) e fazer sua compra. O cliente garantia sua bonificação e o estabelecimento, a antecipação de receita para ajudar a dar fôlego nos meses de pandemia.

 

O futuro dos estabelecimentos

Além do fôlego financeiro, também foi possível ver os avanços na temática de implementação e capacitação nos protocolos de segurança; e com o aperfeiçoamento na qualidade do atendimento ao consumidor final dos estabelecimentos, elementos fundamentais para que os negócios prosperem assim que a retomada for possível. Ao longo de todo o programa, foram investidos recursos em treinamentos, capacitação, estabelecimento de melhores práticas e materiais de segurança. “Estamos muito orgulhosos de tudo o que fizemos e possibilitamos até aqui, mas é importante ressaltar que há um longo trabalho pela frente, cujo caminho está sempre se renovando, diante de um cenário em constante transformação. O #GPcomVC foi um programa que nasceu da nossa visão coletiva sobre a necessidade de ajudar o nosso parceiro. Esse primeiro ciclo gerou histórias emocionantes, que acompanhamos de perto. Esperamos dias melhores

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui