Rússia e Paraná vão fechar acordo para testes e produção de vacina contra COVID-19 no Brasil

BRASIL

O governo paranaense deve assinar acordo com a Rússia para fabricação da vacina Sputnik V contra COVID-19 nesta quarta-feira (12).

O acordo de convênio com a Rússia para produzir a vacina Sputnik V prevê que o Paraná possa realizar testes, produzir e distribuir a vacina.

O “possível acordo entre as partes” será discutido em reunião do governador Ratinho Júnior (PSD) e o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Akopov, afirmou o Governo do Paraná em nota enviada à Sputnik Brasil.

Após a assinatura do acordo, deve ocorrer o compartilhamento do protocolo russo com a Anvisa, para que todas as etapas sejam liberadas.

Produção da primeira vacina do mundo contra COVID-19 na Rússia
© SPUTNIK / ASSESSORIA DE IMPRENSA DO RFPI
Produção da primeira vacina do mundo contra COVID-19 na Rússia

A data do início da ação ainda não foi divulgada, já que depende da liberação da Anvisa, entretanto, a assinatura é importante para que a troca de informações seja iniciada, afirmou o presidente do Tecpar, Jorge Callado.

“Cada passo em seu determinado momento, não podemos queimar etapas”, afirmou Jorge Callado.

No início do mês, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), também demonstrou interesse em uma futura parceria com a Rússia.

“Nós tivemos, na semana passada uma reunião pela Internet com o embaixador da Rússia, demonstrando interesse da Bahia e dos estados do Nordeste em ter essa parceria, tanto para ajudar nos testes da vacina, como participar do processo de vacinação”, afirmou em entrevista à TV Bahia, conforme cita o Correio 24 horas.

Nesta terça-feira (11), o presidente russo Vladimir Putin, anunciou o registro da primeira vacina do mundo contra a COVID-19.

Sputnik

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui