“Sistemas de abastecimento de água vão ajudar no desenvolvimento de assentamentos no interior da Bahia”, diz Valmir

Foto: Jonas Santos/ Divulgação

Ao menos 37 assentamentos de reforma agrária serão beneficiados com a instalação de sistemas de abastecimento de água pelo governo estadual. A chamada pública foi divulgada no último sábado (28) no Diário Oficial do Estado (DOE) e deve envolver cerca de 29 municípios de diferentes regiões. Quem celebrou a ação nesta segunda-feira (30) foi o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA). Ligado ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Assunção lembra que a iniciativa foi uma demanda do seu mandato ainda no ano de 2012, direcionada ao Governo do Estado e ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

“Esses sistemas de abastecimento de água vão ajudar no desenvolvimento de assentamentos no interior, na produção de alimentos e na permanência dessas famílias em seus locais de origem. Foi uma demanda atendida pelo governo Rui Costa via nosso mandato, uma cobrança que fizemos ainda em 2012. Agora, com essa iniciativa se consolidando, poderemos ampliar a oferta do recurso natural e aliar isso com serviço social. As obras estão no Termo de Compromisso nº006/2012 [antigo Convênio nº 769.228/2012] bem como no Termo de Cooperação Técnica entre o Incra e o Ministério da Integração, celebrado em 2012”, explica Valmir.

Os municípios e assentamentos contemplados compreendem regiões do oeste, da Chapada Diamantina, do sul da Bahia, do extremo sul, norte e litoral. Em Arataca, os assentamentos Rio Aliança e Grupo Santo Antônio foram beneficiados, assim como em Belmonte com o assentamento Tuiuti. No município de Bom Jesus da Lapa, as obras serão no assentamento Campo Grande e, em Camacã, nos assentamentos da Auxiliadora e Nova Ipiranga. Também tem os assentamentos 25 anos, Colégio 25 anos e Três de Julho e Terra Bahia ou Faz Boa, todos em Eunápolis. Já Porto Seguro, as obras serão nos assentamentos Terra Nova e Chico Mendes I e II.

No município de Mucuri, os beneficiados serão os assentados de Jequitibá e Fazenda Esperança. Em Encruzilhada, o sistema será no assentamento Brejão – Cama de Vara – e na cidade de Iguaí o assentamento Marcha Brasil será beneficiado. Já em Itacaré, as obras acontecem no assentamento Pancada Grande e, em Itamaraju, no assentamento Nova Deli. Para Itambé, o assentamento Novo Horizonte vai ter rede de abastecimento de água. Em Prado, as obras acontecem no assentamento Riacho das Ostras. No município de Santa Cruz Cabrália, o assentamento Rubim Dois vai ter água tratada. Em Santa Rita de Cássia, os benefícios vão para os assentamentos Linha dos 3000 e Fazenda Reunidas Esplanada. Na cidade de Sítio do Mato, o assentamento Riacho dos Cavalos está na lista.

Já em Carinhanha os assentados de Brasilândia vão ter sistema de água, assim como em Ibiocara no assentamento Paraguaçuzinho e, em Iramaia, nos assentamentos Boa Sorte Uma, Dandara e Toca da Onça. No Riachão das Neves, os benefícios vão para o assentamento Dom Ricardo 2 e em Wanderley para o assentamento Fazenda Campo Alegre. No município chapadeiro de Itaetê, o assentamento Europa vai ganhar um dos sistemas de abastecimento, assim como em Cipó que o assentamento Pioneiro também terá obras. Sobradinho vai ter sistema de água nos assentamentos Vale da Conquista e Vila Agroecológica. Em Tucano, o benefício chega para o assentamento Atracaju e em Valença no assentamento Santa Luzia. E, por fim, Wenceslau Guimarães que terá os assentamentos PA Fábio Henrique e PA Novo Horizonte beneficiados.

Ascom do deputado federal Valmir Assunção