Geral
Segunda , 22 de Setembro de 2014
Postado em 07/11/2012 ás 16:38

Obras de recuperação de estradas atendem a 1,5 mil famílias na Bahia

 
Divulgação

 Com o fim das obras de recuperação de estradas no final de novembro, a superintendência regional do Incra, na Bahia, completa 122,5 quilômetros restaurados, durante o ano de 2012. A iniciativa beneficia 1.571 famílias de oito assentamentos, localizados em seis municípios baianos.

 Em maio, foram concluídos 49,5 quilômetros de estradas que atenderam a 1.306 famílias. As estradas já concluídas estão nos assentamentos Fazenda Bom Sucesso (no município de São Felix do Coribe), Feirinha Marrequeiro (em Carinhanha), Riacho dos Porcos (em Paratinga) e São José do Marimbá (em Tucano).

 No final deste mês, outras 265 famílias que vivem em quatro assentamentos terão mais 73 quilômetros de obras concluídas. As vias de acesso estão sendo finalizadas nas áreas de reforma agrária Rio Grande II (em Cotegipe), Boqueirão (em Tucano), além da Reunidas Cambui e Barra Verde, ambos os locais situados no município de Boa Vista do Tupim.

 A superintendência regional prevê ainda a conclusão, em fevereiro, de mais 103,88 quilômetros de estradas, o que atenderá 398 trabalhadores rurais. Os assentamentos beneficiados com as intervenções em infraestrutura, entre os anos de 2012 e início de 2013, estão localizados nos territórios de identidade da Chapada Diamantina, Bacia do Rio Corrente, Velho Chico, Sisal, Semiárido Nordeste II, Litoral Norte, Extremo Sul, Baixo Sul, Oeste, Piemonte do Paraguaçu e Litoral Sul.

 Benefícios

 As obras de recuperação de estradas garantem o escoamento das produções agrícolas e o trânsito dos trabalhadores rurais para as cidades, acesso às escolas e aos postos médicos.

 No município de Boa Vista do Tupim, no assentamento Reunidas Cambui, onde vivem 24 famílias, a intervenção já atendeu ao assentado, Antônio Gomes de Oliveira. “Aqui é uma região meio acidentada. O acesso ao meu lote era ruim e agora ficou bem melhor. Vou poder retirar a produção com mais facilidade”, afirma.

 Oliveira está entusiasmado com o novo acesso. O agricultor já preparou a terra para o plantio e aguarda a melhora das chuvas na região para plantar. “Vou fazer roça de mandioca, milho, feijão, mamona e palma”, planeja.

 

 
Leia Também
 
 

POLITICA DE PRIVACIDADE | TERMOS DE USO | FALE CONOSCO | EXPEDIENTE

2000 - 2009 - Todos os direitos reservados