À CPI, advogada afirma que mãe de Hang tomou “kit Covid” e teve certidão de óbito alterada

Bruna Morato, Luciano e Regina Hang (Foto: Roque de Sá/Agência Senado | Reprodução)

Por Marcelo Montanini e Victor Fuzeira, Metrópoles – A advogada Bruna Morato, representante de um grupo de ex-médicos da Prevent Senior, confirmou, nesta terça-feira (28/9), que a mãe do empresário bolsonarista Luciano Hang, Regina Hang, tomou medicamentos do chamado kit Covid e teve a certidão de óbito alterada.

“Segundo consta no prontuário, ela fez uso do tratamento preventivo”, disse a advogada à CPI da Covid-19, informando que a mãe do empresário recebeu os medicamentos hidroxicloroquina, ivermectina, azitromicina e colchicina.

“Ela dá entrada por Covid, e no período em que ela passa na internação a doença evolui, como de outros pacientes com Covid-19, mas essas informações não são retratadas na declaração de óbito”, disse.

Leia a íntegra no Metrópoles.

Fonte: Brasil 247