A pandemia aumentou a compulsão por doces?

Foto: Reprodução

Psicóloga Raquel Mello

Quem não gosta de um doce? Para a maioria das pessoas, é algo que proporciona prazer. Porém, o exagero pode indicar um transtorno alimentar. Infelizmente, muita gente tem passado dos limites, como foi apontado pela pesquisa da Fiocruz feita em parceria com a UFMG e a Unicamp.

Entre outros indicadores, o estudo mostrou que, entre abril e maio de 2020, quase metade das mulheres está consumindo chocolates e doces em dois dias ou mais por semana. Esse aumento representa 7% a mais do que antes da pandemia.

Inserido no Código Internacional de Doenças (CID), a compulsão alimentar é um transtorno caracterizado por uma perturbação persistente na alimentação e no comportamento que resulta no consumo ou na absorção alterada de alimentos e que compromete a saúde física, social ou emocional.

A pandemia foi um gatilho para quem já possuía um transtorno alimentar e viu o agravamento da doença. Mas outras pessoas desenvolveram o transtorno devido aos fatores emocionais relacionados à crise sanitária.

Os doces provocam a sensação de bem-estar decorrente da liberação de serotonina presente no alimento, o que explica a compulsão. É compreensível nesse momento, já que a imposição do isolamento social trouxe severas crises de ansiedade, estresse e depressão.

No entanto, não é saudável pensar que o chocolate serve apenas como um alento, trazendo bem-estar. O excesso prejudica o corpo de maneiras físicas e psicológicas. Vale lembrar que os brasileiros já consomem três vezes mais doce do que o recomendado, segundo a Organização Mundial da Saúde.

Médicos e nutricionistas apontam que o açúcar, mesmo em pequena quantidade, ativa mecanismos dentro do seu corpo que não se restringem apenas à obesidade ou alergias alimentares, mas podem também alterar o sistema imunológico e prejudicar nossas defesas. Psicologicamente, a compulsão pode afetar a qualidade de vida.

Alguns sinais da compulsão alimentar envolvem comer mais rápido que o usual ou até se sentir desconfortavelmente cheio, comer grandes quantidades na ausência da sensação física de fome e até sentir desgostoso de si mesmo depois de comer.

O recomendado é procurar um psiquiatra e iniciar sessões de psicoterapia. O tratamento deve ser feito por uma equipe de assistência multidisciplinar composta por nutricionista, psicóloga e educador físico. É importante ainda trabalhar o autoconhecimento e buscar entender como a ansiedade, decorrente da compulsão, está afetando sua qualidade de vida.

(*) Raquel é Psicóloga; Psicoterapeuta Clínica; Coach de carreira; Especialista em Terapia Cognitiva Comportamental pela CBI of Miami. É ainda Professora Universitária de Pós-graduação em Gestão de Pessoas; Coautora do livro “As Interfaces do Ser Adolescente” e autora do ebook 50 exercícios para alívio da ansiedade.  

12 COMENTÁRIOS

  1. Hi there! I could have sworn I’ve been to your blog before but after browsing through a few of the articles I
    realized it’s new to me. Nonetheless, I’m definitely delighted I came
    across it and I’ll be bookmarking it and checking back often!

  2. Eu sei que está fora do tópico, mas eu estou iniciando meu próprio site e
    fiquei curioso sobre tudo o que é necessário para ter que otimizar.
    Acho que ter um blog como seu custaria uma fortuna.
    Eu não sou muito fã de internet não sou muito esclarecido por isso não
    tenho ideia do que é necessário fazer. Então se você puder dar qualquer recomendação seria muito grato.
    Desde já agradeço.

  3. Hey just wanted to give you a quick heads up. The text in your post seem
    to be running off the screen in Internet explorer.
    I’m not sure if this is a format issue or something to do with web browser compatibility but I thought I’d post to let
    you know. The layout look great though! Hope you get the issue
    resolved soon. Many thanks

  4. I feel this is one of the such a lot vital information for me.
    And i am glad studying your article. But wanna observation on few basic issues, The web site style is perfect, the articles is truly great
    : D. Excellent task, cheers

    My web page: Compoise CBD Review (agrocase.ru)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui