Ações de incentivo ao livro e à leitura são destaques no Dia Nacional do Livro

Foto: Divulgação

Ao longo desta semana foi celebrado em todo Brasil, a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca. Pautada para fomentar o gosto pela leitura, a difusão do livro e ao acesso a informação, nas suas mais diversas plataformas, a Semana Nacional encerra nesta sexta-feira (29), consagrando o Dia Nacional do Livro.

A Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBa) vem ao longo dos últimos anos trabalhando com o propósito de incentivar a leitura, a formação de mediadores de leitura, divulgar a produção de livros, fomentar a expansão e manutenção dos serviços bibliotecários em todos os Territórios de Identidade do Estado.

O órgão ligado à Secretaria de Cultura do Estado tem o objetivo de garantir o acesso democrático e gratuito à informação e ao conhecimento, estimulando a prática da leitura como instrumento para o exercício da cidadania. Plano Estadual, Concurso e Festival Literário e Campanhas de incentivo ao livro são algumas das últimas ações da FPC, que visam fortalecer e fomentar as movimentações da cadeia produtiva do livro na Bahia.

Estes objetivos estão ancorados no Plano Estadual do Livro e da Leitura (PELL-BA), implementado em 2011 e que atualmente é coordenado em parceira com a Secretaria de Educação (SEC). O PELL, como é carinhosamente chamado, planeja, apoia e desenvolve conjunto de políticas publicas neste campo no sentindo de democratizar, fortalecer e fomentar o livro, a leitura e a escrita na Bahia. A partir deles, todos os agentes da cadeia (editora, escritores, gráficas, leitores e etc) atuam no sentido de democratizar o acesso, estimulando a produção.

O PELL é gerenciado por um Conselho Deliberativo composto por poder público e sociedade civil e até o dia 20 de dezembro o edital para participação do mesmo encontra-se aberto e os interessados podem conferir o edital e todas outras informações aqui. A criação deste Conselho tem a finalidade de contribuir com o processo de elaboração e implementação do Plano Estadual.

Escritores Escolares – A partir das diretrizes e do mapeamento do PELL foi possível desenhar e desenvolver um conjunto de atividades que implementam esta valorização pela leitura. Uma destas é o Concurso Escritores Escolares que se encontra na sua sexta edição e ao longo destes anos, já reuniu mais de 2 mil inscritos e contemplou mais de 60 estudantes de diferentes Territórios de Identidade. O concurso visa sensibilizar os estudantes para o ato da escrita, além de revelar novos talentos e promover a integração entre as escolas das redes pública e privada do Estado.

A edição deste ano ocorreu em parceria com a SEC e vai premir 18 estudantes nas categorias de prosa e poesia. Em ambos, o primeiro lugar recebe um notebook mais kit com 30 livros; o segundo lugar um tablet mais kit com 30 livros e o terceiro lugar um leitor de e-book mais kit com 30 livros. Os livros que integram os ‘kits’ serão selecionados pela FPC e a cerimônia de premiação acontecerá em formato virtual. De acordo com Armando Almeida, diretor da Diretoria do Livro e da Leitura da FPC, “a premiação é um poderoso estímulo a todos que se dedicam com afinco e se veem provocados a dominar os códigos da escrita. Além dos prêmios, nós disponibilizaremos uma exposição virtual com os textos artisticamente ilustrados e um e-book com trabalhos selecionados”, destaca.

Leia e Passe Adiante – Outra atividade que também tem a juventude como público alvo é a campanha Leia e Passe Adiante – ação de incentivo e estimulo à leitura como prática da rotina e social, em diferentes espaços da sociedade. Dentre as propostas da campanha, pode-se destacar o despertar de maneira lúdica o interesse pelo ato de ler; compartilhar leituras e livros e estimular a formação de uma rede de leitores, contadores de histórias e doadores de livros, potencializando as diretrizes que fundamentam a leitura como prática social.

Criada em 2015, a Campanha Leia e Passe Adiante acontece no âmbito digital, como também já esteve presente nos eventos literários, inclusive pautando a troca ou a doação do livro e da prática da leitura. A sua última atuação foi no Festival Literário Nacional (FLIN), realizado em 2019. Por conta da pandemia, até o momento encontra-se suspensa por conta da possibilidade de aglomeração nos pontos. A expectativa é que no primeiro semestre de 2022 a mesma volte a ser executado nos eventos literários.

Todos os textos estão disponibilizados no site da FPC www.fpc.ba.gov.br e nas redes da instituição @fpedrocalmon. A proposta é integrar ao conjunto de ações nacionais que pautam o livro como importante instrumento de compartilhamento de conhecimento, assim como, as bibliotecas.