Acordo nuclear com o Irã pode ser reativado antes das eleições de 18 de junho no país

© AP Photo / Vahid Salemi

EUA e Irã podem chegar a um acordo e voltar ao cumprimento do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês) antes das eleições iranianas de 18 de junho.

A informação foi dada por um alto funcionário do Departamento de Estado dos EUA nesta quinta-feira (6), completando que a negociação aconteceria se Teerã estiver preparado para cooperar.

“É possível chegar a um acordo antes das eleições iranianas? Com certeza. Se o Irã fizer essa determinação política de que não vai pedir mais dos Estados Unidos em termos de alívio de sanções do que o que exige um retorno ao cumprimento do JCPOA, e não vai fazer menos em termos de seu compromisso nuclear do que um retorno à conformidade exige, então isso poderia ser feito com relativa rapidez”, disse o funcionário.

“É provável? Só o tempo dirá, porque, como eu disse, esta é, em última análise, uma questão de decisão política que precisa ser tomada no Irã”, acrescentou o funcionário.

O presidente iraniano, Hassan Rouhani, analisa as novas conquistas nucleares do Irã durante o Dia Nacional da Energia Nuclear do Irã em Teerã, Irã, 10 de abril de 2021
© REUTERS / ESCRITÓRIO DA PRESIDÊNCIA DO IRÃ O presidente iraniano, Hassan Rouhani, analisa as novas conquistas nucleares do Irã durante o Dia Nacional da Energia Nuclear do Irã em Teerã, Irã, 10 de abril de 2021

As autoridades americanas retornam a Viena esta semana para uma quarta rodada de conversas indiretas com o Irã sobre como retomar o cumprimento do acordo, que o ex-presidente Donald Trump abandonou em 2018, levando o Irã a começar a violar seus termos cerca de um ano depois.

O ponto crucial do acordo era que o Irã se comprometeu a tomar medidas para controlar seu programa nuclear para dificultar a obtenção de material físsil para uma arma nuclear em troca de alívio das sanções de EUA e União Europeia (UE).

Teerã nega ter ambições de produzir armas nucleares.

Fonte: Sputnik Brasil