Amado Batista pede desculpas a Lula

Charge: Niniu

Por Altamiro Borges

“Apesar de ter dito que Fábio Luís Lula da Silva seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, reconheço que essa informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade”, admite Amado Batista. O difusor de fake news finalmente confessou seu crime. Antes tarde do que nunca!

Vale lembrar que o pedido de desculpas do bilionário artista bolsonarista é fruto de acordo judicial firmado nesta semana no Tribunal de Justiça de Pernambuco. Como afirma generosamente o site de Lula em postagem nesta quarta-feira (22), “o cantor Amado Batista restabeleceu a verdade e fez um bem a si próprio e à sociedade brasileira”.

O processo no TJ-PE teve como base a entrevista a uma rádio na qual o músico afirmou que Lula e seus filhos praticaram roubo e que seriam donos de latifúndios. A ação contra o caluniador foi movida por Fábio Luís Lula da Silva e o pedido de desculpas agora é parte do acordo que evitou punição mais dura por injúria, que poderia resultar até em prisão e multa.

Regina Duarte e Leda Nagle

O site do ex-presidente lembra que Amado Batista não é o primeiro artista a ter que se desculpar após espalhar fake news contra Lula e sua família. No ano passado, após decisão da Justiça, Regina Duarte teve que se retratar após mentir sobre uma conta de R$ 256 milhões da ex-primeira-dama Marisa Letícia. Ela usou seu Instagram para se penitenciar:

“Nunca foi minha intenção divulgar uma inverdade ou propagar fake news. Infelizmente, neste caso, fui induzida a erro e quero por isso estender, pelo sucedido, um sincero pedido de desculpas à memória de D. Marisa Letícia e a sua família”, postou a ex-namoradinha do fascista Jair Bolsonaro.

Outra “celebridade” que mordeu a língua foi a jornalista Leda Nagle. “Também no ano passado a apresentadora de TV precisou usar o seu Instagram para pedir desculpas por ter reproduzido em uma transmissão ao vivo em seu canal uma postagem feita por uma conta falsa que, criminosamente, ‘revelava’ a existência de um plano de Lula para matar Bolsonaro. Em sua fala, ela alegou ter sido induzida a erro e concluiu: ‘Lamento o ocorrido. Agora que vocês já conhecem o que aconteceu, peço desculpas’”.

O site menciona ainda o caso do ex-bolsonarista Alexandre Frota, hoje deputado do PSDB. “Em dezembro de 2020, após o arquivamento de mais um processo contra Lula por falta de provas, por iniciativa própria Frota publicou em sua conta no Twitter a mensagem: ‘Gostem ou não, acho que devemos algumas desculpas ao Lula. Olhando de 2014 para 2020 e como tudo aconteceu, e o que estamos vivendo com Bolsonaro, a justiça está reparando erros’”.