AMLO: “se Cuba for excluída, não irei à Cúpula das Américas”

(Foto: Henry Romero/Reuters)

Sputnik – O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, indicou que sua participação na Cúpula que será realizada em Los Angeles, Estados Unidos, ainda não está 100% confirmada.
O presidente afirmou que se os Estados Unidos excluírem Cuba da reunião, o governo mexicano será representado por uma delegação, mas não pelo presidente.

“Se for excluído, se nem todos forem convidados, uma representação do governo do México irá, mas eu não irei”, disse López Obrador em sua entrevista coletiva em 10 de maio.
Caso os Estados Unidos não convidem a ilha para a cúpula, o chanceler Marcelo Ebrard representará o país. Questionado se sua possível ausência traria uma mensagem de protesto, o presidente disse que sim.

“Sim, porque não quero que a mesma política continue na América e quero, de fato, afirmar a independência, a soberania e demonstrar a fraternidade universal. Não estamos aqui para confrontos”, disse ele.

Sobre se sua decisão e a possível não participação na cúpula podem afetar a relação bilateral entre México e Estados Unidos, López Obrador afirmou que ambos os países são independentes, portanto, não deve haver problema.

“Somos países independentes e temos uma relação de amizade e respeito”, disse.

No último domingo, 8 de maio, o presidente do México visitou Cuba, onde foi recebido pelo presidente Miguel Díaz-Canel e se encontrou com Raúl Castro.