ANS investiga atuação da Prevent Senior sobre médicos no tratamento da Covid-19

(Foto: Reuters | Prevent Senior/Reprodução)

247 com Agência Brasil – A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou nesta sexta-feira (1º) comunicado para informar que está investigando as denúncias de interferência da Prevent Senior na atuação de médicos no tratamento da Covid-19, bem como a não comunicação sobre utilização do chamado “kit Covid” em pacientes.

“A ANS iniciou suas ações tão logo teve ciência das denúncias contra a Prevent Senior. Assim que foram divulgadas as denúncias de interferência da operadora no trabalho dos médicos e de não comunicação da operadora sobre o uso de medicamentos, a ANS instaurou processos de apuração (respectivamente em 8/09 e em 20/09) e realizou diligências in loco e telefônicas; solicitou informações à operadora; enviou ofícios a médicos e ex-médicos; e realizou reunião presencial com representantes da operadora. As análises das informações estão em curso e são necessárias para subsidiar as decisões sobre medidas que venham a ser tomadas pela ANS”, aponta o comunicado.

A agência reguladora ressaltou ainda que “não tem competência para regular a atividade de profissionais e dos estabelecimentos de saúde”. Segundo a nota, a Prevent Senior tem obrigação de manter a assistência aos seus mais de 540 mil beneficiários – “com qualidade e em tempo oportuno”.

Para esclarecimento de dúvidas ou registro de reclamações e de denúncias, a ANS disponibiliza os seguintes canais de atendimento: Disque ANS: 0800 701 9656, Fale Conosco em www.gov.br/ans e a central de atendimento ao deficiente auditivo: 0800 021 2105.

A Prevent Senior ocultou mortes de pacientes com a doença durante estudo para testar a eficácia da hidroxicloroquina, associada à azitromicina.

A CPI da Covid do Senado aprovou nesta quinta-feira um pedido de convocação do diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Paulo Roberto Vanderlei Rebello Filho, para explicar as medidas adotadas pelo órgão em relação às suspeitas de irregularidades que teriam sido cometidas pela operadora de planos de Saúde Prevent Senior.

O diretor da ANS deverá depor na próxima quinta-feira, segundo cronograma previsto dos trabalhos da comissão.

Fonte: Brasil 247